Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentido falta do amor!

É duro sentir falta do amor, e saber que ele passa despercebido em nossas vidas, perdemos dele que é a força motriz, e assim perdemos as oportunidades que ele nos proporciona viver em certas ocasiões da grande jornada onde caminhamos rumo ao desconhecido, absorvidos pelo externo que nos enche do supérfluo.
Como o homem afoga dentro de si o amor, com guerras, lutas, desonestidades, ódio e uma série de sentimentos que são contrario ao amor verdadeiro.
Que mundo é este em que vivemos? Onde famílias são destruídas pelas perdas de seus filhos com a ação da violência urbana, quantas mães estão chorando sem poder alimentar suas crianças e nós não fazemos nada para mudar isso, as noticias que lemos nos telejornais já não causam mais impacto nenhum em nossos corações, as desgraças do dia a dia já não nos entristece mais, deixamos de ser solidários com nossos irmãos o individualismo fala mais alto agora.
Sentindo falta do amor, onde os governos mundiais estão mais interessados em fazer guerras capitalistas não se importando com milhões de mortos, porque os choros deles não atingem os seus ouvidos como o Dólar que pesa nos seus bolsos.
Sentido falta do amor, onde se extermina crianças, mulheres, homens e povos, sem o menor sentimento de compaixão. Que mundo é esse e que vivemos? E o por que de tudo isso?
Por que deixamos o amor de lado? Por que somos assim tão cruéis a ponto praticarmos os piores crimes contra nosso próximo, como disse o Sábio no livro de Eclesiastes “que o homem domina o outro para arruíná-lo”, precisamos realmente amar como se deve!
Sentido falta do amor, que não vê raça, coloração de pele, classe social, mas enxerga por cima de tudo não se importando com as conseqüências a serem enfrentadas, o amor é mais forte!
Aquele amor que ultrapassa e penetra em qualquer coração, porque é verdadeiro e não está buscando lucros e interesses, Aquele amor que pregou Madre Tereza de Calcutá dando sua vida nos leprosários da Índia, O amor pregado por David Livignstone aos nossos irmãos africanos, o amor e a não violência ensinado por Ghandi, o amor que ensina que cuida e que luta por uma causa verdadeira.
Este é o amor que precisamos cultivar, tantos amaram e se fez amar, o amor do bom samaritano ensinado por Ele nos Textos Sagrados, o amor ao próximo como maior mandamento, esse sim temos que buscar a cada momento como dizia São Francisco em sua oração: “Onde houver ódio que eu leve o amor”.

Fábio Beltrame
Beltrame
Enviado por Beltrame em 24/09/2007
Código do texto: T665870
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beltrame
São Paulo - São Paulo - Brasil, 41 anos
46 textos (11111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:25)
Beltrame