Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS SONHOS DE CADA UM

Porque sonhar?

Cada grande realização sempre tivera início em um pequeno sonho, mas um sonho que foi alimentado, almejado, esmiuçado, batalhado e revivido cotidianamente para deixar de ser só um mero sonho.
Costumamos falar diversas vezes: Ah eu não nasci pra isso, eu não consigo, não posso, não sei, enfim, são tantas denotações que nos propomos a atenuar-nos pelo medo insondável das peripécias que chegamos a esquecer da realidade. Sonhamos porque podemos realizar. Se não pudéssemos não sonharíamos. Mas podemos simplesmente dizer, eu não consigo sem ao menos tentarmos e colocarmos a culpa pela derrota no destino ou é porque Deus não quis. Não atribuamos nossas derrotas a Deus. Assumamos as responsabilidades por nossos atos. Tudo é possível à força do homem e a vontade de Deus.
Talvez possamos nascer como um papel em branco. Quando criança pequenina não sabíamos ler e escrever. Sim ou não? Crescemos e por nossa persistência e vontade, hoje lemos. Quando criança, ainda não tínhamos metas traçadas para o nosso futuro, mas inato e reservadamente, tínhamos todas as forças e coragens necessárias para conquistarmos tudo que desejássemos. Crescemos e continuamos com estas forças, basta deixarmos de lado o comodismo. É isso, o comodismo, ele mata qualquer um. Como diz o ditado, “deixar a preguiça de lado” é a solução.
È notório, que o mundo, ou melhor, os próprios homens, impõem a si mesmo pesadas barreiras, bem visíveis nestes ambientes capitalistas. Mas isto é apenas uma fase de superação dos empecilhos. Cobrar de se próprio é a solução, mas não muito. Não se esqueça de viver também sua efêmera vida. Ela é muita valiosa. Primeiro nossa felicidade, depois o restante.
Na realização de nossos sonhos devemos dar muito valor a nossa família. A vida é repleta de altos e baixos, deles não temos como escapar. Nestes momentos baixos, sem dúvidas será nossa família que nos colocará no alto.
Para facilitar a vivencia destes infantes de hoje no mundo de amanhã os pais deverão usufruir da consciência de que os filhos tendem a reproduzir, quase linearmente, o que vive no seio da casa. Se forem boas atitudes, bons relacionamentos, incentivos, respeitos mútuos... certamente serão cidadãos de bem, contribuidores do humanismo e da paz. Outro ponto forte de nossa vida é valorizar o nosso sonho, mesmo quando ainda criança (nesta fase os pais valorizam).
Às vezes devemos doar-nos as utopias. O que seria da vida sem um ideal, sem um sonho, sem um motivo para se viver? Os sonhos são fontes de persistências, nos levam adiante. Importante! Também só sonhar não é o bastante. Seguindo o que dissera Jesus, “a fé sem obras é morta”, digo também, “o sonho sem perseverança é apenas devaneio”. Sonhe e busque realizá-lo. O tamanho de seu sucesso depende da grandiosidade de sua perseverança.
ARNALDO FILHO Lima da Silva
Enviado por ARNALDO FILHO Lima da Silva em 24/09/2007
Código do texto: T665976

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nome e site do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ARNALDO FILHO Lima da Silva
Araguaína - Tocantins - Brasil, 29 anos
42 textos (6097 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:48)
ARNALDO FILHO Lima da Silva