Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRITOS & SUSSURROS

GRITOS E SUSSURROS
por Lílian Maial


Hoje li um texto de um amigo, que falava de sussurros na hora H, causando risos e interrompendo o clímax.
Pois bem, quem já não passou situações constrangedoras nessas horas?
Risadas são o menor problema. Pior é quando a idade causa aqueles déficits aqui, outros ali, e a audição já não é tão perfeita, assim como a dicção, levando a equívocos aterradores.
Outro dia, uma amiga me contava da tristeza que foi quando, na hora em que gemia e dizia ao parceiro, em voz bem sussurrante: -“adoro sexo”, o cara entendeu: -“te adoro, Sérgio”. Só que o sujeito não se chamava Sérgio. Aí, segundo ela, ele caiu pro lado, com o rosto contraído e meio que desesperado, dizendo que não acreditava no que tinha ouvido. E o pior é que ele acreditava, caso contrário não teria parado de fazer o que estava fazendo...
Já uma outra amiga contou, também em sussurros, que, ao mudar de posição na cama, alguns ruídos estranhos, emitidos pela expulsão súbita de um órgão cheio de ar, fizeram seu parceiro rolar ás gargalhadas, e ela, muito constrangida, explicando que tais ruídos não eram provenientes de onde ele estava pensando, mas de um outro lugar mais á frente...
Coisas de alcova.
Eu já vivenciei muitas situações desse tipo, mas a mais engraçada foi mesmo um erro de dicção seguido. Num desses momentos de amor, simplesmente não consegui entender o que me havia sido dito e pedi que ele repetisse: -“o que foi que você disse?”. Gentil e delicadamente sussurrante, ele repetiu a frase, só que novamente não compreendi e pedi que ele falasse de novo, ao que ele já não tão romanticamente grunhiu entre os dentes. E aí, piorou tudo, pois não entendi mesmo e comecei a rir. Ele, completamente ensandecido, me sacode e quase me esgana, dessa vez proferindo as palavras românticas, mas com uma raiva, agora sim, absolutamente compreensível aos meus ouvidos. Não preciso dizer que acabou um para um lado e o outro para outro, com beicinhos característicos.  Depois disso, raramente ouvi sussurros daqueles lábios...


***********

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 02/11/2005
Código do texto: T66691

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.lilianmaial.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1158 textos (248716 leituras)
21 áudios (13707 audições)
3 e-livros (1280 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:43)
Lílian Maial

Site do Escritor