Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O negro do Brasil tem de passar pelos livros, ele dizia

Subi o Morro do Sossego, singrando pelas sujas ruas da Vila Brasilândia. Ia na memória resgatando histórias, recolhendo imagens e batendo em teclas imaginárias o enredo daqueles toscos caminhos tortos; revolvendo velhos erros políticos que fizeram do bairro o mais excluído da Zona Norte de Sampa.
No caminho cruzei um velho amigo, Laní - touca rastafari nas listras da Jamaíca na cabeça. Logo rolou um papo longo, entremeado pelo som da roda de samba na esquina. O baticum ancestral o irritava. Nada contra o samba, ao contrário, era uma questão de postura. Ele dizia que aquele comportamento não mudaria nunca a história do negro no Brasil.
- Estes caras precisam se informar. Pegar pesado. Ler mais. Tirar a consciência dessa roda, senão nada muda. O fim é aquele já escrito: pegar em armas e apontar sempre para o lado errado. Irmão contra irmão. Não dá!
Laní predizia o futuro, descrevia o presente e lembrava o passado daquelas quebradas, do Brasil e do mundo. Ele, com inseparável livro sobre o braço, que podia ser de Malcon X à poesia de Ferlinghetti, tinha informação para formar um bairro, uma guerrilha de cultura. A touca escondia as suas tranças, mas não as idéias. Consciência política crítica e até aflita.
O cara era a própria negritude ambulante, filosofando por aquelas esquinas de botecos e batuques. Dizia que o negro-escola-de-samba não tinha a força rebelde exalada da roda imaginária da qual participava junto com Zumbi, Malcon X, Bob Marley. Estes ícones eram, como dizia, antenas acesas da raça. Tá tudo dito!
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 26/09/2007
Reeditado em 26/09/2007
Código do texto: T668846

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1132 textos (33904 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:21)