Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLTEI A SER HUMANO...

   SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
   DESPI-ME DE TODA SOLIDARIEDADE, VOLTEI AO MUNDO DAS MALDADES, SEM PIEDADE, SEM CORAÇÃO, SEM EMOÇÃO.
   SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
   BAIXO, MESQUINHO; FAZENDO QUALQUER COISA PRA VENCER E SER O PRIMEIRO A GANHAR MUITO DINHEIRO.
   SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
   DESUMANO, CRUEL, MALDOSO, ARGILOSO; TUDO O QUE UM BOM E VELHO SER HUMANO DEVE SER  PARA NESTA VIDA DESEQUILIBRADA E MALFADADA DEVE FAZER PARA SER O NÚMERO UM, PORQUE SER O NÚMERO DOIS NÃO VALE NADA.
    SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
    SEM COMPAIXÃO, SEM PERDÃO, SEM UM MÍNIMO DE DESCÊNCIA, CONCIÊNCIA E NADA DE COMPAIXÃO.
    SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
    DESQUALIFICADO, DESALMADO, ASQUEROSO, INSENSÍVEL, INCORRIGÍVEL; DESSES QUE SÃO ADMIRADOS PELOS SEUS HÁBITOS MESQUINHOS, POLIDOS E SEM A MÍNIMA ÉTICA MORAL OU JUSTIÇA.
    SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
    DAQUELES QUE SÓ PENSA EM SI, SÓ QUER PARA SI, SÓ LEMBRA DE SI E ACHA QUE É O UMBIGO DO MUNDO.
     SIM! VOLTEI A SER HUMANO...
     AQUELE SER DESPREZÍVEL, CUJA O FILÓSOFO "NIETZSCHE", CONHECEU E CONCEBEU COMO O MAIS IMUNDO DOS AMINAIS, ONDE ATÉ SEU AMOR E SUA BONDADE, É FEITA EXCLUSIVAMENTE PARA SUA PRÓPRIA E EGOSISTA FELICIDADE.
    NÃO... NÃO, NÃO QUERO SER HUMANO!
    PREFIRO SER CHAMDO DE POETA, ACREDITAR NA BONDADE HUMANA, NA CENTELHA DIVINA, NA ILUSÃO DE QUE O SER HUMANO E NATURALMENTE BOM, E É O MEIO QUE O FAZ RUIM.
    SIM! VOLTEI A SER POETA...
    LIVREI-ME DO PESADELO, QUERO SER LOUCO, ACREDITAR NO AMOR VERDADEIRO, NO SER BOM E COMPANHEIRO.
    SE O QUE TORNA O SER HUMANO, "DESUMANO" É O MEIO, QUERO SER LOUCO, LOUCO VARRIDO, ACREDITAR QUE POSSO COM MINHAS PALAVRAS MUDAR ESSE MEIO E FAZER TÊ-LO SENTIDO.
    SIM VOLTEI A SER POETA, MAS O POETA NÃO É HUMANO?...

    Ronaldinhho - Uberlândia/MG - 28/09/2007 -
Poeta Mineiro
Enviado por Poeta Mineiro em 28/09/2007
Reeditado em 28/09/2007
Código do texto: T671949
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Mineiro
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
378 textos (29565 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 17:02)
Poeta Mineiro