Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vida.

Não, não quero escrever mais um texto sobre meus problemas...
Também não quero escrever mais um texto sobre as minhas confusas emoções...
Não quero também escrever sobre algo que já passou, pois é passado, e deve permanecer no passado...

Hoje, quero escrever sobre a vida, e meu entendimento sobre ela.
Quero tentar descobrir o segredo por detrás dela.
Quero desvendá-la por completo, como eu quis lhe desvendar... Pois bem, não é este o objetivo desse texto.
O objetivo desse texto é tentar entender porque de uma hora para outra, tudo acaba... E nada mais importa... Seus sonhos, suas fantasias, seus anseios, nada. Tudo acaba e nunca mais volta.

E o que sobra? Apenas uma carcaça fria para as pessoas se lamentarem e chorarem em vão, esperando que um milagre aconteça, e que a pessoa amada volte...
Mas, essas pessoas deveriam estar arrependidas, de não ter amado-lhe o suficiente, de não ter dito-lhe palavras amigáveis quando precisou... De não ter lhe dado um ombro amigo quando precisou...

Mas, essas pessoas sabem também, que um dia, a carcaça fria será a delas... Então, porque lutar, porque viver se tudo um dia acabará em uma carcaça fria?

Procurando a resposta, penso em todos aqueles que deram suas vidas nas guerras... Custo a entender o porquê disto... Estes soldados sabiam que iriam morrer, e mesmo assim lutaram e morreram, aparentemente em vão, pois se eles não tivessem morrido o resultado muito provavelmente seria o mesmo...

Então por quê? Por que raios estas pessoas morrem? Por que devemos viver se vamos morrer?!

A partir de hoje, eu aprendi a lição.

Como eu sei que meu fim não será diferente de ninguém... Devo fazer com que os outros lembrem de mim com orgulho... Desejo ser lembrado como “Aquele que lutou bravamente por um futuro melhor.”...

Nada dura para sempre, é verdade, então, devemos fazer com que valha a pena o pouco tempo que temos...

                                                                                                Leirbag Beouve 30/9/07
             

PS: Em memória de Arthur Wolf. - http://home.dgabc.com.br/materia.asp?materia=608576

Gabriel Prado
Enviado por Gabriel Prado em 30/09/2007
Código do texto: T674222
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel Prado
Santo André - São Paulo - Brasil, 26 anos
49 textos (2436 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 01:59)