Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM TREM PARA LIMEIRA

Apito longo, em dó maior, entrava pelos ouvidos como uma sinfonia de Mozart. Chamava á atenção de que em alguns minutos, cenários e episódios seriam deixados para trás. Uma vida inteira, ou um inicio de vivência. Sacrifícios muitos, mas saudades ficarão. Porém a vida, esta precisa continuar, buscar melhores dias.

O carro sobre os trilhos chega a terra de uma fruta que se tem aos borbotões. Chegam muitos, centenas, de todos os cantos, recantos. Malas seguras, ainda é tempo da volta. Na Plataforma, olhando em direção ao local de saída, a imaginação faz sonhar com este lugar.

Desafio, esta é a palavra. Expectativa, este é o sentimento. O que esperar desta Lima?. De sua gente?. Apega-se na esperança, e como um poema de Drummond, sem o ponto de interrogação: È agora Joões e Josés. Na Terra do Morro Azul, o pé fincará e a eternidade buscará.
dialetico
Enviado por dialetico em 03/10/2007
Código do texto: T678444
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
dialetico
Limeira - São Paulo - Brasil, 55 anos
179 textos (9908 leituras)
8 áudios (326 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:43)
dialetico