Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MAIOR DOS ERROS

Podes ter a certeza, que por maior que seja tua habilidade, por mais persuasivas que sejam tuas palavras, por mais confusa, interesseira e capciosa que seja a tua lógica, tu serás o único a quem tu mesmo não conseguirás enganar, envolver e traçar as duvidosas nuvens no infinito da vida, com a certeza de tua consciência.
E esse, caro amigo, tem sido o maior erro do homem, querer enganar a si mesmo, esquecendo-se totalmente que, a uma consciência esclarecida, só a verdade é capaz de enfrentar. Não adiantam sofismas, inteligência ou força para dominá-la, se não tiveres contigo mesmo a beleza harmônica da verdade, nessa insistência em querer, a tudo que contrarie seus interesses materiais, pintar com as côres falsas da mentira.
Neste êrro um escritor não pode cair, incidir e teimar em superá-lo. Este é o erro dos que ignoram a vida tal como ele o é, simples, intuitiva e serena. Muitos vão buscar, nas tempestades, a paz serena para seus erros confessos e rasteiros. Por que o fazem? Porque acham mais facil dobrar-se à derrota, do que conquistar bravamente a vitória.
Este êrro é a cofissão dos covardes que insistem, que teimam em procurar, longe de si, aquilo que trazem acorrentado, irremovível, no seu coração.
A consciência dêles vive agitada como que procurando esconder-se fugir, atolando-se na lama de sua inconsistência moral.
Por que ? Tu, amigo(a), irmana-te não te afastes de teus princípios, a tua consciência é chama imperecível que não bruxoleia aos sopros de teu interêsses materiais momentâneos e passageiros. A virtude de tua conquista tem que apoiar-se em princípios da verdade,bafejar-se no espírito dos Seus exemplos e construir-se, através das provas difíceis e fáceis de tua exisência. O maior erro dos homens é querer sempre lembrar-se de si mesmo, querer a grandiosidade de suas paixões desnaturadas e não lembrar a humildade de Sua verdadeira sabedoria.
Que o Cristo possa sempre iluminar o teu caminho, para que teus passos não te levem às trilhas do desespêros!
Jaubert
Enviado por Jaubert em 03/10/2007
Código do texto: T678571
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jaubert
São Paulo - São Paulo - Brasil, 60 anos
158 textos (6011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 13:28)
Jaubert