Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA HISTÓRIA DE AMOR PROFUNDO - NÓS, OS RAIMUNDOS

Raimundo de Bidú nasceu em 1953 na serra do Quebra-bundas, município e comarca de Itajuípe, Estado da Bahia, Brasil.
O Raimundo Lullo, nasceu em 1235 em Palenna de Maiorca, Espanha.
Ambos, espíritos ocultistas, caprichosos e inquietos. Incapazes de permanecerem por muito tempo em um lugar.
O Raimundo Lullo, teve toda a sua a vida cercada de lendas de amor e de mistério, que tornara a sua figura quase mítica.
O Raimundo de Bidú também!
Ambos foram discípulos de grandes mestres, o Lullo, do mestre Arnoldo, o de Bidú, do mestre Yamunisddha Arhapiagha e de Ademir do Carmo.
O Raimundo Lullo, desde moço amara loucamente uma jovem que, sem qualquer motivo aparente, o desprezava e o recusava. Mas ele tanto insiste, tanto pede, tanto pôde, com o ardor desesperado de sua paixão, que, um dia, o seu grande amor, a caprichosíssima Eleonora, num pranto inconsolável, mostra-lhe o seio roído por horrível chaga. Assaltado o jovem por amorosa piedade, dedicou-se, dia e noite, a estudar as ervas medicinais, a compor mel e ungüentos e conseguiu, finalmente, deter o trabalho de dissolução do horrendo mal.
Ele que já era um corajoso teólogo, que comentava a filosofia dos Árabes, e era muito versado em astrologia, tornou-se, desde esse dia, médico procuradíssimo e químico famoso.
Raimundo de Bidú, doutor nas ciências jurídicas, teólogo umbandista - estudioso das ervas medicinais, também amara desde moço, loucamente uma jovem que, sem qualquer motivo aparente, o desprezava e o recusava. Sofrera sobremaneira todas as dores do amor, após o sofrer, batera-se em retirada, deixando o caminho desembaraçado para que o seu grande amor caminhasse em busca da sua felicidade. Estrategicamente afastado, mas sem perdê-lo (o amor) de vista e sendo sabedor que o tempo que vai é o mesmo que volta, aguardou, e numa determinada curva da vida, reencontrou a sua amada, que caíra nos seus braços e ainda presenteara-lhe com dois filhos maravilhosos, frutos da sua malfadada união matrimonial.
Assim como o Raimundo Lullo, que foi considerado um escritor primitivo, ou até mesmo bárbaro, e sua “lógia” definida como verdadeiro delírio, relato este acontecido, acreditando piamente na reencarnação, pois ele que tanto amava a sua Eleonora, tanto insistiu, tanto pediu, tanto pôde, com ardor e desespero de sua paixão, que um dia conseguiu. Eu, Raimundo de Bidú, também escritor primitivo (obra: As peripécias de Bidú), tanto amei, tanto me desesperei, tanto insisti até que consegui o amor da minha querida esposa Jocimar.
OS Raimundos se fundiram?...
................................
História
Raimundo Lullo, o filósofo e adepto que morreu sendo considerado "Doutor Iluminado", ficou célebre por sua paixão por Ambrósia (Eleonora) di Castelo. O Raimundo Lullo alquimista não compôs o elixir da imortalidade mas foi aquele que produziu ouro para o rei Eduardo III, da Inglaterra. Este ouro foi chamado ouro de Raimundo e existem ainda moedas, muito raras, conhecidas como raimundinas.
RAYSAN DE SOUZA
Enviado por RAYSAN DE SOUZA em 03/10/2007
Reeditado em 01/11/2014
Código do texto: T678877
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAYSAN DE SOUZA
São Paulo - São Paulo - Brasil
235 textos (45235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 01:26)
RAYSAN DE SOUZA