Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMONTAR E DESAMONTAR

          Ontem, retornando à Nova Almeida pela tarde, como faço rotineiramente, não pude deixar de ouvir a conversa de um cidadão sentado ao meu lado, com um outro sentado à minha frente e de frente para nós (poltronas que nos fazem sentar de costas com relação à frente do ônibus em certos coletivos, torna isso possível) e, eles falavam de suas profissões. O que estava do meu lado disse para para o outro que a sua profissão era "mecânico amontador e desamontador" e que ganha R$ 1.180,00 (Hum mil, cento e oitenta reais) mensalmente no exercício de sua profissão, com registro inclusive em carteira profissional, exibindo com orgulho o documento para o outro, comprovando o que falava. O outro admirado disse que ganha bem menos e, que para ele, não precisava um salário tão alto. O que estava do meu lado disse ainda, que está satisfeito com o salário que ganha e, que dá muito bem para o seu sustento e o de sua espôsa, já que o casal não possui filhos.
          Aquele homem desceu em um ponto de ônibus qualquer, mas fez-me refletir sôbre a situação do nosso país. Alguém que nem sabe falar direito, recebe mensalmente R$ 1.180,00 (Hum mil, cento e oitenta reais), enquanto outros com certa cultura estão à procura de emprego ou mesmo desempregados. Algumas pessoas cultas e competentes estão recebendo dos patrões como forma de pagamento pelos serviços prestados, um salário de fome.
          Quero dizer que nada tenho contra os incultos e mal educados desse país que ganham bem. Só que o país deveria valorizar e apoiar mais a educação e a cultura, o que não faz. Certamente não apoiar e valorizar a educação e a cultura, é uma prática proposital dos "homens do poder" para manterem os seus votos de cabresto na época de eleições, pois quem não tem educação e cultura, é facilmente manipulável.
          Nesse país de tantos contrastes, não podemos desanimar nunca e, com fé no bom Deus Criador, montar sempre a cada dia os quebra-cabeças da esperança e do otimismo e, apresentá-los para os nossos semelhantes.
          Devemos "amontar" sempre as estratégias de bondade e "desamontar" qualquer pensamento mal, para que não se transforme em uma má ação contra o nosso semelhante, diria aquele mecânico semi-analfabeto, com quem aprendí mais uma lição de vida.
 
Antonio Alves
Enviado por Antonio Alves em 11/10/2007
Reeditado em 11/10/2007
Código do texto: T689645
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Alves
Serra - Espírito Santo - Brasil, 55 anos
4710 textos (116405 leituras)
10 áudios (3165 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:29)
Antonio Alves