Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A lutadora de artes marciais

   Depois de conhecer Marta em um bar da Penha, decidi levá-la em casa.
_ Se arrependimento matasse, estaria morto a esta hora, não por causa de Marta, mas pela confusão que aconteceu.
   Logo que entrei na rua 04, percebi que estávamos sendo seguidos, Marta continuava calma, pois na minha concepção ela não sabia o que estava acontecendo. Decidi então falar a ela o que estava acontecendo e o que poderia acontecer. Então tive uma surpresa, pois ela com muita calma disse-me:_ não se preocupe, tudo está sobre controle.
   Quando os quatros meliantes se aproximaram, todos com armas brancas, Marta deu um grito dizendo para eu ficar quieto e ao mesmo tempo assumiu a posição fundamental de uma luta qualquer e deu um golpe no que estava mais próximo, acho que até hoje ele está desacordado. quando os outros dois vieram atacá-la foi a mesma coisa; ela pos eles para dormir com a perícia de uma lutadora refinada, talhada para vencer. O ultimo, que estava com um bastão na mão, ficou olhando-a por alguns segundos e decidiu sair correndo. Em toda minha vida eu nunca tinha visto uma mulher lutar tanto.
   No bar, ela falara na mesa que trabalhava no corpo de Fuzileiros navais, eu pensei que era em uma repartição nunca imaginei que ela era treinadora de artes marciais.
   Quando  eu estava chegando perto da casa dela, vi que ela estava mancando um pouco, ela machucou-se naquela confusão, fiquei com uma pena, pois não movi um dedo para ajudá-la, pois ela não queria ajuda, além do mais eu iria é atrapalhá-la. Ajudei ela a subir a escadaria que leva à sua casa e chegando lá, depois de convidado para entrar, fiz uma massagem na perna dela. Foi uma noite ótima, comecei massageando para diminuir as dores musculares, o resto da noite não posso contar, o horário não permite.
Wenderson Moreira
Enviado por Wenderson Moreira em 13/10/2007
Código do texto: T692970

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wenderson Moreira
Conselheiro Lafaiete - Minas Gerais - Brasil, 43 anos
95 textos (8440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:45)
Wenderson Moreira