Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TERRA, POEIRA E TECNOLOGIA


POEIRA, SECA E TECNOLOGIA.

Muita poeira,
poeira fina,
poeira rosada,
poeira da terra fértil,
poeira por falta de chuva,
falta de muita chuva.
Poeira da estrada de terra.
estrada que há anos deveria ser asfaltada.
Poeira que entope as narinas,
que arde os olhos,
que endurece os cabelos,
que atrapalha os rostos maquiados das meninas,
e que marca a falta de chuva,
Poeira que se levanta pelo vento.
que sobe pelos cascos dos cavalos
e os bois pelas pequenas vielas por entre montanhas.
Poeira que cai sobre as mesas de madeira sem toalhas,
e que caem sobre os teclados de computadores
nas mesmas terras, no mesmo sertão.
Poeira que marca as rodagens das charretes,
que mostra as passagens das motos,
que está em meio a uma abano de mão,
e a um toque de celular.
Um aceno de perto,
uma chamada de tão longe.
Uma parabólica amarelada de terra,
Um MP3 sujo de suor e poeira,
no bolso da bermuda de um jovem sonhador.
Assim é a vida no sertão nos dias de hoje.
Assim são dias de seca no sertão.
E viva a vida teimosa nesses rincões!

Acácio.
Acácio Nunes
Enviado por Acácio Nunes em 14/10/2007
Código do texto: T693580
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Acácio Nunes
Pouso Alegre - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
343 textos (148091 leituras)
1 e-livros (11 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:24)
Acácio Nunes