Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FAUSTO, RAFAEL, PARIS... E EU!

De Paris,  escreve-me o amigo Fausto, no livro de visitas do meu site:

“BOM DIA! INTERESSANTE,ONTEM ESTÁVAMOS FALANDO DE VC,EU E RAFAEL CORATO AQUI EM PARIS. DA SUA CAPACIDADE E FACILIDADE COM AS PALAVRAS. VC É UMA POTÊNCIA QUE AGORA TEREMOS O PRIVILÉGIO DE APRENDERMOS E CRESCERMOS LENDO, E DE UMA CERTA FORMA, VIVERMOS TBEM TUDO QUE VEM DO SENHOR EM FORMAS DE LETRAS E QUE VC DE UMA FORMA SUTIL E INTELIGENTE, QUE LHE É PECULIAR, PASSA PARA TODOS AQUELES QUE PASSAM POR AQUI (SITE). BEIJO GRANDE,QUE DEUS CONTINUE SEMPRE TE USANDO E TE DANDO MAIS OUSADIA PARA  AS COISAS DELE,COM AMOR,FAUSTO.”

Fausto, perdoe-me  por começar esta crônica dizendo: “De Paris”. Como se Paris fosse mais importante que você.  Mas, explico:   não é sempre que se tem um leitor em Paris.  Como também:  não é sempre que se tem um amigo em Paris. Dois amigos então, é raridade suprema. E quando dois amigos se juntam em Paris, para falar dessa humilde “escrevente” é um acontecido tão grande que enche de júbilo o meu coração. Fausto, Rafael e Paris: três grandes motivos para eu me alegrar juntamente.

Rafael, perdoe-me por mencionar primeiro o Fausto, mas foi ele quem escreveu no  livro de visitas. Você ficou “na moita”. “Ficar na moita”, Rafael, para você que mora há tanto tempo em Paris, exige uma explicação: é ficar escondido, sem se revelar. Então você entra no meu site  e sai de fininho, sem deixar nenhuma pista? Tudo bem, eu perdôo.

Eu o perdôo porque tendo tantas coisas para se ver e ouvir em Paris, você e Fausto gastaram tempo visitando meu site e ouvindo o meu coração. Poderiam ver e ouvir o Moulin Rouge. Ah, mas isso também não é coisa para se ver, sendo cristão. Então, tá.  Poderiam passear na beira do Rio Sena, um passeio de barco, já pensou? Quantas coisas vocês poderiam ter feito e certamente fizeram. Mas ainda assim acharam tempo para ler e lembrar de mim.  Meu coração ficou em festa: dois dias já dura essa festa!

Até aqui falei com vocês, mas agora, licença. Preciso explicar quem é Fausto e quem é Rafael, para os demais meus leitores. Meus leitores são preciosos demais para ficarem “boiando”.  Rafael é Rafael Corato, grande pregador do Evangelho, pequeno só perto do Senhor Jesus. Há muitos anos ele deixou Recife para evangelizar a cidade Luz que, com tanta luz na cidade,  esqueceu-se  de acender a Verdadeira. Por causa disso, Rafael está lá há cerca de 10 anos, apagando as luzes do mundo e acendendo a luz de Deus. E tem feito isso tão bem, que já foi convidado para estar em outros países, levando a luz do Evangelho. Rafael Corato é figura pública. Posso mencionar  nome, sobrenome, endereço. Mas fico só no nome e sobrenome mesmo, que mais que isso, sem pedir, seria invasão de privacidade.

Fausto, não. Fausto é um dos mais bem sucedidos empresários brasileiros. Não posso mencionar nome e sobrenome porque a importância da sua função talvez não seja condizente com o seu interesse pelas coisas do coração. O sistema econômico não o perdoaria.  Fausto é uma pessoa de rara sensibilidade,  que exercita o amor de Deus e uma profunda misericórdia em tudo quanto faz. Fausto é o rei Ciro do livro de Isaias. “Deus vai adiante dele, abrindo caminhos. “ E aqui vai um mistério que por ser mistério, não posso revelar. O mistério só se pode tocar até certo ponto.  Como disse, um dia, Andréia: “há segredos que são segredos de Rei.”

O caso é que a visita ao site foi ontem, e ainda hoje, enquanto tomava meu café acostumado ao pão com margarina, sentia o sabor de croissant e o cheiro bom dos cafés de Paris, e o brilho da Torre Eiffel em plena luz do sol, e vozes humanas e familiares vindas de um passado não tão longínguo assim...  e no vácuo de tanto sentir, veio a saudade de vocês, meninos... meninos  que cresceram, apareceram e continuam tão pequenos para mim.

Je t’aime Rafael, je t’aime Fausto!  É assim que se escreve? Que importa...! O que importa é o sentimento  correto dentro dos  nossos corações.  Eu vos saúdo com a inenarrável Paz do Senhor!

 
Ana Ribas
Enviado por Ana Ribas em 14/10/2007
Reeditado em 14/10/2007
Código do texto: T693827

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Ribas
Cruzeiro do Oeste - Paraná - Brasil
202 textos (44851 leituras)
9 áudios (939 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 03:21)
Ana Ribas