Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhos

As  vezes, me surpreendo com a majestade dos  meus sonhos.E os bordo um a um em uma enorme  bandeira, que desfraldo diante de mim. Fico  olhando, insignificante e humilde a majestade dos meus sonhos. As vezes acho meus sonhos inúteis não vejo vestígios de minhas esperanças,me enclausuro em mim e encarno a solidão de milhares de almas  que tem trancados sonhos não vividos. Sorrio um sorriso que reservo só para mim e olho pela janela as flores da sacada da vizinha , e neste dia inerte incapaz de ser preciso, olho meu horizonte, e vejo drapejando ao vento que sopra minha terra, a imensa e majestosa bandeira dos meus sonhos
Carlos Said
Qualquer dia em São Paulo
Carlos Said
Enviado por Carlos Said em 15/10/2007
Reeditado em 21/07/2013
Código do texto: T695230
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Said
São Paulo - São Paulo - Brasil
208 textos (12770 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:19)
Carlos Said