Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE É DIFICIL RECOMEÇAR

Um recomeço de vida... Necessário, mas tão dificil...
Osculos e amplexos,
Marcial

SEMPRE É DIFICIL RECOMEÇAR
Marcial Salaverry

Sempre será difícil recomeçar algo na vida.  Principalmente quando perdemos uma companhia muito querida.
São as chamadas fatalidades que por vezes levam nossos entes queridos, provocando perdas que nos parecem irremediáveis.  Sentimos nossa vida também terminar.
Aquela figura que tínhamos a nosso lado, que sempre nos acompanhou, de repente muda de plano. Sempre é muito difícil aceitar tais perdas, mas é o que nos resta fazer, pois a vida continua. E temos que continuar vivendo, embora nosso desejo inicial seja partir junto, mas isso independe de nossa vontade, e precisamos buscar nossas reservas de força de vontade, sentir aquela necessidade de viver para não entregar os pontos.
Por mais dolorida que seja essa perda, precisamos mesmo reagir. E a melhor maneira de conseguir superar esse trauma, é sempre rememorar os bons momentos passados em sua companhia, ao invés de chorar sua perda.  Quando o sentimento de tristeza estiver dominando nosso pensamento, precisamos desviar seu rumo.  Lembremo-nos dos fatos agradáveis, e será bem mais fácil recomeçar nossa vida.
Devemos encarar mesmo a possibilidade de encontrar um novo amor.  Alguém que também esteja só.  E por que não?  Por mais que tenhamos amado quem se foi, a vida continua, e sempre poderemos vive-la em nova companhia.
Sempre é difícil aceitar que nosso amor se foi. Mas outro poderá vir.  Será um amor diferente, mas que poderá ser muito bom também.
Contudo, a coisa muda de figura quando a perda desse amor se deve a uma separação.. Vejam a mensagem que me foi entregue por L’Inconnu:
Amores que terminam, foram amores não havidos. Um amor verdadeiro é eterno. Nunca acaba. Quando finda, é porque amor não era.
Muitas vezes, vivemos um relacionamento durante muito tempo, que está aparentemente bem vivido, sólido e leal. Mas algo se quebra, e por sabe-se lá quais razões, tudo termina, indo cada qual para um lado, provocando sempre uma situação de crise.
Perdemos nosso amor.  E sentimos que nosso mundo acabou.  Aquela mágoa, aquela sensação de fracasso, que nos faz ficar pensando onde erramos.  Não adianta ficar remoendo muito tempo nessa busca. Simplesmente há que se aceitar o ocorrido.  Não vale a pena tentar descobrir porque o amor acabou. O certo mesmo, é que nunca houve um real amor, pois um sentimento verdadeiro não acaba assim.
 Contudo, existem casos em que o amor existe, e persiste, mas a convivência, por quaisquer razões se torna impossível.  É a chamada “incompatibilidade de gênios”.  Amam-se, mas detestam-se.  Convivem enquanto se toleram, ou enquanto o desejo for mais forte que o bom senso.  Até chegar ao ponto final do caso.  Casos assim são dolorosos, porque ambos ainda se amam. E ainda existem os filhos, vítimas inocentes de brigas inúteis.  Apenas, por intolerância, incompreensão, ciúme, e principalmente por falta de diálogo. Muitas vezes a separação é irremediável, pois a vida em comum chegou naquela situação limite.
Então, ao invés de lamentar o amor perdido, é preciso reconstruir a vida, em novas bases.
Se não for possível em nova companhia, vamos curtir aquela pessoa que encontramos ao olhar no espelho, e refazer assim a vida. Lamentar o que aconteceu, e ficar chorando, não vale a pena.  Por mais difícil que possa parecer, o melhor é aceitar a situação. Até mesmo uma tentativa de reconciliação, deve ser feita sem pressões, mas sim se surgir naturalmente.
Bem como a busca de uma nova parceria.  Devemos prosseguir a vida normalmente, sem forçar situações, esperando que algo aconteça.
Já houve casos em que uma separação trouxe a paz entre ambos, e conseguiram se reconciliar em novas bases, e com uma possibilidade muito maior de uma feliz vida em comum, pois ambos puderam pensar melhor, analisando a vida e os erros cometidos, e, reavaliando tudo, descobriram que o amor que um dia os uniu era real, e não acabou, e que valia a pena uma nova tentativa.
Sempre é preciso dar tempo ao tempo. Sempre será possível ter-se UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 17/10/2007
Código do texto: T697480
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 78 anos
20982 textos (2072230 leituras)
3 áudios (888 audições)
6 e-livros (2159 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 13:16)
Marcial Salaverry