Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Guerreiros da manhã

   Era uma motocicleta velha, sem placa nem lanterna, sem cor, sem luxo. Minha.
   Foi ela a minha primeira tentativa de libertar o espírito de aventura que move alguns de nós, por estradas flutuantes em magma prazeroso...
   Gostava de acordar bem cedo, ligar a moto e dizer a mim mesmo: "A vida toda deve passar sobre duas rodas!" Queimando asfalto ainda molhado pelo orvalho dos campos paulistas.
   Modesta e com pneus gastos - um sonho para a vida inteira - a motocicleta que eu tive.
   Lembro-me de uma manhã que fiquei sem combustível na máquina; no meio da estrada, em meio ao atraso, quase sem saber o quê fazer...
   Um companheiro, em seu cavalo de aço, empurrou-me, abrindo mão de seu tempo, até um posto de gasolina. Nunca vou esquecer aquela boa alma dos asfaltos e rodovias da vida...
   Desejo-lhe sorte e que seu motor siga por tantas ruas sedentas de nós; Os aventureiros de bom coração, homens sobre suas motocicletas; Os guerreiros da manhã.
Douglas Oliveira
Enviado por Douglas Oliveira em 17/10/2007
Código do texto: T698185
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
32 textos (1494 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:23)
Douglas Oliveira