Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Idades...

Nesta semana fiquei muito triste, pois devido a uma pane em meu Windows perdi um monte de arquivos já prontos entre eles mais de um mês de trabalho numa nova versão para comercialização pela net de meu livro de mensagens e muitos textos do novo livro além de pelo menos dois a serem enviados nessa semana por ocasião de meu aniver.

Bom como ainda não estou gagá de tudo lembro-me de parte deles e vou tentar transcrever nessa única mensagem.

Lembro-me que falava da relatividade da palavra e conceito idade.

Que quando era ainda muito criança desejava ter mais idade pra ganhar uma bike e pedalar o C.T.A. todo com ela (onde morava então).

Depois foi a vontade de ter mais idade para entrar em filmes proibidos para menores de 14 anos (seja no cine do C.T.A. seja no cine Paratodos e Palácio de minha cidade isso era impossível).

Mas a coisa não parou aí depois queria chegar aos dezoito anos para tirar carteira de motorista (aliás nesse porém tive sorte pois fui um dos únicos da cidade a aproveitar uma lei que permitia carteira aos 17 anos).

Mas mesmo com carteira não podia ver filmes impróprios para menores de 18 e esses eram os que desejava ver pois existiam mais cenas de amor e sexo.

Depois dos dezoito anos a vontade de chegar aos 21 e me emancipar (meu pai quebrou meu galho e me emancipou aos 19 e pude montar meu primeiro escritório de publicidade).

Enfim aos 25 eu me casei, aos 26 já era pai pela primeira vez r a vida continuou...

Em muitos de meus aniversários tive meus filhos cantando ao meu ouvido um parabéns desafinado ainda deitado na cama.

Aos 40 anos comecei a ficar preocupado com a idade, mas todos diziam que a vida do homem começa aos 40 e então achei que deveria aproveitar pois tendo me separado aos 44 quem sabe poderia refazer ainda minha vida.

Mas aos 50 um marco importante estava só novamente e aí bateu aquela angústia do, vou morrer sozinho...

Mas não morri ainda e estou amanhã completando 55 anos, aff como estou velho...

Sorte que as pedaladas em minha bike e a musculação todo início de noite ainda me revelam que não estou totalmente no fim...

Tenho certeza de que ainda tenho muito gás para amar, para fazer alguém feliz e me realizar num novo amor...

Afinal a idade está apenas na nossa cabeça, existem jovens de 20 anos muito velhos e velhos como eu de 55 anos que ainda estão jovens em pensamentos, idéias, atitudes e até mesmo fisicamente.

Enfim que venham os anos mas que possa em breve estar rejuvenescido pelo amor.
Renato Zecca
Enviado por Renato Zecca em 17/10/2007
Código do texto: T698220

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Renato Zecca). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Renato Zecca
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
257 textos (79888 leituras)
6 áudios (23694 audições)
2 e-livros (186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 09:37)
Renato Zecca