Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

......................****" RELÓGIO "*******.............



     Primeiro os segundos...
     Depois os minutos, as horas, os dias, os meses....o ano...
     A vida passa, os carros ficam velhos, e aí vem os novos..e eu
penso : Nossa..como eram antigos...como poderíam ser assim.., e os
novos elegantes, modernos nos conceitos dos que eram antes, e vai
assim..., pessoas, meninas, pernas, menstruação, filhos, rugas e dor..
velhice e cansaço, aposentadoría e morte....
     Destino..., o relógio marca as horas....,boas e más.., horas novas,
nem se lembra, mas já marcou as antigas, os chapéus..., primeiro os
segundos...., sempre...., aí vem minutos, horas e dias...e assim vai a
minha agonia terminável e breve..." Quando será...??", e o que será,o
que virá ???....Primeiro baile...primeiro beijo, cabaço..., prazer e fim, e
minha história será livro e lembrada..???. e se for ?..., de que me vai
adiantar ?..., debaixo do túmulo que me cercará nada verei, nem irei
saber....
     Bom mesmo era no tempo que meu relógio marcava as horas de ir
pra aula..., no ginásio..., onde eu saía doido pra ir pra casa comer os
bolinhos que minha MÃE Maria, sempre fazia e ainda faz pra mim.., isso
sim eram horas..., agora: segundos, minutos, horas e dias...ainda tem
os meses..mas...., os anos...???, não sei...e se terei, serão anos de
velho...de arcaico..de cansaço e privações...., bom mesmo era meu
relógio, quando marcava as horas da Missa....ah..que saudade...da
Missa do Pe. Rafael.... eu era coroinha, vasculhava as idéias do " meu"
padre, para descobrir o endereço de Deus....fiz isso durante anos..até
que um dia, meu padre ás beiras da morte, enfermo...na cama..alí..sem
dias..., sem meses..., sem anos...apenas com segundos para viver me
disse : " Também não sei meu filho....não sei onde é a casa de Deus"
e lá se foram os segundos dele, e o relógio dele parou...
    Gosto de escrever assim...da minha maneira..parágrafos, pontos e
coisas mais....se eu pudesse, inventaría meu dialeto...e meu relógio, e,
á minha maneira marcaría minha vida...., meus primeiros e segundos,o
dia e a noite, as alegrias e deletava as tristezas do meu relógio..., mas
eu não sou Deus...nem sei onde " Ele" mora..., e acho que o relógio
dele é infalível e imperdoável...ás vezes nem acredito como " ELE" me
deu horas á mais...e levou meus amigos tão cedo....
     Primeiro  as horas..., boas....rsrs, depois as coisas tristes...e eu, o
meu relógio não marca mais tantas coisas boas...., o que vem?????,não
quero me fazer de difícil..., mas minhas horas estão cada vez mais ....
escassas....curtas..será no ano que vem...., 2008....fim do meu relógio
fim dos meus primeiros segundos desde que nasci, naquele relógio do
dia 24 de dezembro de 1966...ás 19.00 rs....minha hora de nascer, e a
minha hora de morrer...., sem segundos..., sem minutos..., sem dias...
assim será..., foi assim com o Sr, Milton pai do Alex..., com a Josi, um
menino de ouro ...., foi assim com Elvis Presley em agosto de 1977..., e
assi será comigo no an que vem..
     Quem escreverá por mim no RECANTODASLETRAS..., quem irá por
as mãos no meu volante, quem poderá dar um beijo de verdade no
rosto de minha MÃE...,da meneira que só EU sei beijar..quem será.....,o
meu relógio ainda não quebrou, mas sei que ele está tenso...como que
enferrujado..., e a Elisa....quantos minutos ainda ela poderá sorrir pra
mim..., por quanto tempo meu relógio me permitirá me deliciar do seu
rostinho lindo...do seu sorriso maravilhoso....mais linda que Deus..bem
mais.....
     Primeiro os segundos...., na ampulheta, no relógio da Matriz, no
braço daquela menina sensual que vi no elevador..., será que ela sabe
das horas dela..., as horas  do relógio do meu médico, dos padres e do
frentista de posto que eu abasteço...., primeiro as horas...quantas eu
terei....., segundos e dias...primeiro os segundos...

    Até tocar meu despertador...um beijo ....

    * T.
trindade
Enviado por trindade em 17/10/2007
Código do texto: T698307
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
trindade
Blumenau - Santa Catarina - Brasil, 39 anos
386 textos (27325 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:16)
trindade

Site do Escritor