Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Encelado

   Diante de fatos não há contestação que nos faça negar as possibilidades de vida; A água existe em outro lugar, além de nosso planeta e isso, agora, é fato; Ou sempre foi?
   Saturno, confesso, nunca foi meu predilecto; Apesar de admira-lo, por sua imponência blindada, com seus anéis diferentes entre si, sendo o último deles (anel E), um possível doador de minha jóia espacial...
   Não apenas quero acreditar: Há água!
   Cientistas dizem que é possível uma forma de vida, mesmo que primitiva, naquele que é um dos 18 satélites (confirmados) do gigante protegido entre Júpiter e Netuno, por seus fiéis companheiros de evolução lenta, calma, obscura e eterna?
   Em outra lua (a terrestre) crescente, desejei ver além dos muros da ignorância de homem jovem e curioso, triste mas verdadeiro; Farto. Quase cego de tão curioso...
   Agora, os novos dias serão diferentes: Os passáros já sabem, os répteis sabem, os peixes (em êxtase) ficaram sabendo, os anfíbios (não importaram-se muito), sabem também. Até os seres humanos descobriram que sua passagem (inteligente?) não seja exclusiva no cosmos. Afinal, há água em Encelado, há esperança para o fim do meu tédio.
Douglas Oliveira
Enviado por Douglas Oliveira em 19/10/2007
Código do texto: T700987
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
32 textos (1540 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:20)
Douglas Oliveira