Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONFLITO DE GERAÇÕES

                     CONFLITO DE GERAÇÕES

Durante toda minha juventude, tive como outros jovens, uma dificuldade muito grande em relacionar-me com os mais velhos, o que me levou a tentar descobrir o que existia de verdade no tão propalado conflito de gerações. O resultado desta experiência foi condensada em um pequeno texto a seguir:

Ouví certa vez uma discussão, que poderia ter um fim trágico, mas a verdade é que não teve fim. Havia dois jovens, que pela forma de se expressarem, denotavam uma certa sabedoria ao mesmo tempo em que transpareciam estarem confusos e havia ainda um senhor de idade, que se expressava com calma e segurança. Era sem dúvida esse senhor, que tentava por fim a discussão, mas como os jovens, também não queria perdê-la.
Os tres estiveram em uma mesma montanha. Os dois jovens apenas uma vez e em estações diferentes, e o senhor de cabelos grisalhos, haviam estado em todas as estações e ouvia atentamente as colocações dos jovens, a respeito do que viram. O que visitara a montanha no inverno, afirmava categoricamente que a mesma era de gelo. O que estivera no mesmo lugar, porém no verão, demonstrava total segurança quando dizia que a montanha era de rocha e com exceção de alguns arbustos, estava nua. Após um certo tempo, sem que nenhum cedesse um milímetro, já estavam chegando a conclusão que estiveram em lugares diferentes, quando o senhor, talvez o pai de um deles, ou dos dois, começou a explicar que eles estiveram na mesma montanha e acrescentou que ela tinha outras faces, pois ele já a visitara em todas estações, e pode vê-la cobertas de neve no inverno, muitas rochas no verão, algumas flores na primavera e uma linda mistura no outono.  Usou de todos os argumentos para convencê-los de como a natureza processa as faces da montanha através dos tempos, mas dizem que a maioria vence e ele era um voto contra dois.  Se a vida fosse uma montanha onde a gente pudesse voltar para ter a oportunidade de ver sua face em cada estação, não haveria esse tal conflito de gerações, mas como só podemos passar uma vez em cada estação e não há sincronismo entre a nossa estação da vida e a dos demais, cada um ver o mundo conforme a estação que está vivendo. Quem está no inverno, sente frio, quem está no verão sente calor, quem vive a primavera ver flores e quem vive o outono, ver caírem às folhas. Por isso é impossíveis duas pessoas olharem para o mesmo lugar e enxergar a mesma coisa, se não estiverem na mesma estação da vida.

Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 20/10/2007
Código do texto: T702014
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacó Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
3426 textos (290129 leituras)
1 e-livros (293 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 11:49)
Jacó Filho