Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Expectativa

Tenho a nítida sensação que a expectativa é o eu nos faz levantar todas as manhãs, talvez seja um desejo por mudança, coisas novas. Acredito realmente que é isso que nos impede de fraquejar, que nos anima na hora de dormir, porque afinal, amanhã é sempre um novo dia. Expectativa é tão bom quanto bala de menta, vai abrindo espaço no paladar, mas sensação é de que está abrindo a respiração quem vem lá do fundo do peito. Expectativa é assim, gelada. Ás vezes da aquela frio na boca do estômago, outras, em um suor frio e juvenil. Quem não tem expectativa acha que a vida não lhe deve coisa alguma. Quem a tem, sabe que está vivo, aqui e agora, algum significado há de ter e, por favor, que seja a felicidade.

Expectativa é aquilo que você acha que vai acontecer enquanto fingimos que lemos revista na sala de espera, ou é quando aquela pessoa vai chegar e fingimos não estarmos tão preocupado com horário, mesmo sabendo que olhamos no relógio de cinco em cinco segundos. Ela é irmã da esperança e amiga íntima dos nossos mais escondidos desejos. Ela é responsável pela continuidade daquela caminhada, pela possibilidade de ouvir um sim, pela idéia de que tudo vai mudar através daquela palavra que você acha que vai ouvir e daquele desfecho que acha que vai acontecer. Não por que você foi escolhida para receber sinais, ou porque um anjo sussurrou no seu ouvido, mas porque a gente só espera verdadeiramente por aquilo que quer, nem sempre por aquilo que é.

Mas então um dia, com uma puxada de tapete, com a queda de um véu – nem sempre com pesar, é verdade, ás vezes até com certo alívio -, você acorda e percebe que precisa de mais. Não que não tenha se contentado com tudo o que aconteceu, mas somos movidos por coisas novas, diferentes, interessantes. Ai então chega à hora em que precisamos colocar ponto e vírgula no lugar das estrelinhas, frases inteiras onde só havia palavras soltas, letras grandes no lugar das miúdas, números exatos ao invés de meras estatísticas. Precisamos de clareza, de certeza.

Percebemos então, que a expectativa sem a perspectiva não é nada, absolutamente nada, é algo vago.
Não que o sonho esteja morto ou que desejo esteja adormecido, nada disso. Mas precisamos de uma espécie de planilha, de esboço, de croqui – como aqueles projetos tão bem desenhados pelos arquitetos – a mostrar que o desejo tem dimensão e o sonho é largo. É concreto mesmo que seja de madeira ou de palha – a sustentação de um sonho ou de um desejo não esta no material, mas na maneira como e construído. E é imprescindível que tenho paredes, sim. Porque um dia a gente precisa saber que a perspectiva, diferente da expectativa tem um jeito de começar. E há de ter um limite pra não se sofrer de imensidão.
Tati Picon
Enviado por Tati Picon em 22/10/2007
Código do texto: T704645

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tati Picon
Londrina - Paraná - Brasil, 32 anos
32 textos (5749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:21)
Tati Picon