Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTOU COM FOME!

São 12:30 hs e eu estou com fome. Eu sei que um prato farto de comida está a minha espera em cima da mesa, mas mesmo assim eu tenho fome. Uma fome que aumenta quando vejo aquela foto que rodou a Internet, onde aparece um menino africano, agachado, tão magro que seus ossos saltavam sob a pele e, ao seu lado, um urubu esperando a sua presa. Uma fome que aumenta quando vejo mães etíopes magérrimas dando ao seu filho o único alimento disponível, o leite materno.
E minha fome vai aumentando. Quando vejo casas destruídas e mulheres chorando a morte de seus maridos e filhos por causa de um atentado terrorista. Meu estômago ronca quando vejo que políticos corruptos, que prometeram governar em função do povo, roubam todo o dinheiro deste mesmo povo. Meu estômago agora grita quando vejo todos os povos orarem para seu Deus respectivo e esperarem um milagre divino para um mundo que foi construído sob os mesmos princípios de todas as religiões. Adiantou alguma coisa?
Já estou quase em inanição quando vejo que a democracia é falada e promulgada aos quatro cantos, mas quando alguém levanta uma bandeira de oposição, logo essa bandeira é queimada e seu portador, linchado e morto, ou, no mínimo, ameaçado.
Não agüento mais de tanta fome quando vejo que os ideais humanitários foram trocados friamente por quantidade de moeda circulante, onde o mais importante é aquele que possui mais dinheiro e fama.
Já estou ficando até cega de tanta fome quando vejo que as únicas notícias que aparecem nos noticiários das TVs são matança, assaltos e roubos. Acho que são tão poucos que fazem uma causa nobre, que os jornalistas ou os grandes poderosos, já não têm interesse de divulgá-los.
De tanta fome, de tanto alimento estragado que vejo e escuto pelo mundo, já não tenho mais fome, pois sei que minhas pequenas e simples palavras, podem atingir uns poucos solidários, mas aqueles que realmente precisavam degustar este prato de comida, nem sequer lêem textos de gente simples do povo. Por isso dou agora meu prato de comida para você. Quem sabe você sinta um sabor melhor do que eu estou sentindo agora.
Bom apetite!
Alma Collins
Enviado por Alma Collins em 23/10/2007
Código do texto: T706605
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alma Collins
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
166 textos (38618 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 12:17)
Alma Collins