Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A elite que nos comanda

(Najah ÐL®)

Acordei capitalista hoje. Acho que porque ontem antes de me deitar dei uma passadinha aqui no Recanto e li alguns colegas. Percebi uma certa antipatia em relação aos escritores de grandes leituras, muitos comentários de apoio, aplausos, e um cheiro desagradável de inveja pairando no ar. Os de grandes leituras? Continuam na deles (no que fazem muito bem).

O que tem o capitalismo com o escritores? Muita coisa: Poder x Pobreza.

Quem tem poder tem, ponto. Quem é pobre deve tentar ficar mais rico, ou menos pobre. Como? Parando com a reclamação inútil e fazendo a sua parte.

Pense:

Um trabalhador sai de casa às 6 (ou antes) da madruga com:
camisa polo/camiseta MI R$ 11,00
calça jeans MI R$ 29,00
tênis nike falsificado R$ 50,00
meias MI (3 por R$ 6,00)   R$ 2,00
cueca MI (3 por 10,00) R$ 3,33
mochila MI (com marmita e outros bichos) R$ 18,00
Ele está apresentável com R$ 116,33
[MI = Marca Indefinida]

A mocinha sai de casa ao meio dia pra dar uma voltinha no Shopping:
vestidinho trapo da Spezzato R$ 925,00
chinelinho/rasteira da Lenny & Cia  R$ 269,00
óculos de sol da Ventura R$ 1.680,00
Bolsa do Marc Jacobs para NK Store R$ 6.980,00 (sem contar o cel, a carteira, e demais parafernálias)
pulseirinha bijou da La Bucanera R$ 320,00
anelzinho da Möki R$ 150,00
calcinha e soutien MI R$ 150,00
Se sentindo quase favelada ela sai de casa por R$ 10.474,00

A questão é que o cara que sai de casa valendo cento e dezesseis paus com certeza gostaria de estar vestido com 10 mil contos e ter um carrão em vez do mercedes com motorista (busão). A mocinha que está de rasteirinha, JAMAIS iria querer usar a roupitcha do trabalhador. Isso é ponto pacífico. Quem tem culpa? A vida, o governo, as instituições financeiras, a sociedade. O todo, em relação ao maior e o menor.

Tentar deixar a moça pelada é um  paliativo e não muda nada. Agora, tentar ser melhor na vida que se tem, aí sim, muda tudo.
Como pequeno exemplo da vantagem elitista x desvantagem classe baixa, as instituições financeiras criaram diversas portas aos de maior poder aquisitivo. Não aos ricos, veja bem, esses tem o 'privating banking', mas aos com renda igual ou superior a R$ 4.000,00 (já até baixaram, antes eram só os de R$ 10.000,00/mensais com mais regalias), criaram o Uniclass, Sala Van Gogh, Prime, Personalité, dentre outros. Então, esses de classe um pouco melhor, estão sendo privilegiados com isenção de taxas, não ficam esperando no telefone, não pegam filas, etc., etc., o que faz com que eles ganhem mais que os chamados clientes 'varejões', que além de terem todas as dificuldades inerentes do pouco rendimento, ainda pegam fila, pagam as taxas e etc., etc.. O que tem mais consegue ter mais. O que tem pouco, paga mais e fica com menos. É injusto? É sim, é injusto, mas fazer o quê?  Matar todos os ricos e os de classe mais elevada? Não. Tentar fazer o melhor por si mesmo.

Em vez de ficar pedindo aumento, colocando em risco seu trabalho, é mais inteligente investir melhor os seus recursos. São poucos os recursos? Entendo que sejam, mas você vive com aquilo, então tente viver melhor. O dízimo da igreja é de 10%, certo? O dízimo para o seu futuro é de no mínimo 20%, ou seja, faça chuva, faça sol, separe 20% de tudo que ganha e não mexa de jeito nenhum. Aplique em poupança ou DI, procure falar com o gerente do banco qual a melhor maneira de aplicar seu dinheiro para ter um rendimento seguro a curto e médio prazo  (até os 'varejões' têm direito a um gerente que tem por obrigação atendê-lo da melhor forma possível). Se você está no vermelho, venda o que puder e compre financiado as mesmas coisas ou um pouco mais simples, segurando despesas supérfluas. Segure a onda um pouco e poderá surfar na boa depois.

Assim são as letras também. Poesia precisa de rima ou então é prosa. Estude, pesquise. Se escrever só por inspiração, revise, tente fazer melhor a cada publicação. Responsabilidade na publicação em relação à sua língua pátria é fundamental. Procurar observar o que o outro de sucesso faz e como faz, é importante, copiá-lo é imperdoável, seguir seu próprio caminho sem ficar puxando o tapete dos outros, é decente e a médio e a longo prazo você também estará atingindo índices que não atingirá nunca nessa cantinela de reclamações sem esforço.  Se num barraco 2X2 cabe um monte de gente, imagine num espaço como esse? Está sempre na sua mão o seu melhor, não na mão do outro.

Se cada um cuidar do próprio rabo, já é um passo e tanto.

E como diria o povo da elite, quem gostou, gostou, quem não gostou, vai lamber sabão.



PS.: Os preços citados (como as marcas de griffe) são reais e estão vigorando em Outubro/2007

Najah DL
Enviado por Najah DL em 26/10/2007
Reeditado em 26/10/2007
Código do texto: T710703
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Najah DL
Uzbequistão
63 textos (14065 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 15:18)
Najah DL