Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Consciência

Consciência


O “AURÉLIO”, assim a define: CONSCIÊNCIA - substantivo feminino, atributo altamente desenvolvido na espécie humana e que se define por uma oposição básica; é o atributo pelo qual o homem toma em relação ao mundo, (e depois em relação aos chamados, estados interiores, subjetivos) aquela distância em que se cria a possibilidade de níveis mais altos de integração; Conhecimento do próprio atributo, faculdade de estabelecer julgamento morais de atos realizados, conhecimento imediato de sua própria atividade psíquica.
Conhecimento, noção, idéia. Cuidado com o que se executa um trabalho, se cumpre um dever, senso de honradez, responsabilidade,  retidão, probidade.  E continua explicando que esses atributos, quando vividos por uma comunidade é chamada de consciência coletiva, e vem dai os termos: em sã consciência, pensando bem, para desencargo de consciência...
Estes termos representam que do ponto de vista e julgamento da comunidade, o ato do indivíduo está dentro do senso de honradez, retidão, etc.
Mas a definição do Aurélio, como não poderia deixar de ser, é muito restrita, concisa, e por isso, vamos olhar a consciência de um ponto de observação mais elevado, de um lugar onde possamos sentir sua abrangência em seus quatro níveis:

Sono sem sonho;
Sono com sonho;
Consciência desperta;
Consciência cósmica.

Olhe para aquele indivíduo que adora uma birita, lambuza-se num churrasco, só pensa em sexo, só ler placa de estacionamento e para não obedecer, a música é de um gosto restrito, poesia é coisa para pessoas de vocação sexual duvidosa, trabalha unicamente para sobreviver e se não tiver opção; olha para o próximo e vê apenas mais um trouxa para aproveitar-se ou um esperto para defender-se; seu gesto mais solidário é não perturbar quando não quer ser perturbado; a chuva é obrigação de Deus; sua casa é obrigação do Governo; o resultado negativo do seu trabalho é azar, e quando alguém se sai bem na vida, foi sorte; sua vida não tem nenhum tipo de planejamento, é capaz de sair de casa um minuto antes de uma tempestade e não perceber que ela está vindo; o termo socialismo para ele significa que pode usufruir o que é dos outros, mas não permite que ninguém use o que acha que lhe pertence.
Este indivíduo é como os que se enquadram no que chamamos de nível de consciência um, ou seja, sono sem sonho.
Agora procure entre seus amigos uma pessoa que não recrimina a bebida alcoólica, mas só toma um drink ocasionalmente, alimenta-se para viver e não vive para comer, tem o sexo como uma função fisiológica necessária e prazerosa, mas não faz disso uma odisséia e respeita o ponto de vista do próximo que partilha com ele essa intimidade, vê no trabalho uma oportunidade de produzir bens e valores, além de fazer boas amizades e contribuir para a sociedade onde habita, olha para o próximo e vê um ser humano que precisa ser compreendido e poderá ser um grande amigo, a chuva é uma dádiva de Deus e sua casa é um abrigo que tem de providenciar para o resguardo de sua segurança e de sua família, gosta da música e a ouve como uma boa distração, seja para escutar e dançar ou apenas para ouvir, respeita e admira a natureza, planeja parcialmente sua vida e já escuta a previsão do tempo antes de sair de casa, gosta de uma boa leitura e conversa com Deus, segundo lhe ensina o pastor, ou padre etc.
Este indivíduo está vivendo o segundo nível de consciência, ou seja, o sono com sonhos.
Vamos olhar agora para um indivíduo que observa analisa e respeita cada um dos aspectos relatados acima, sente de forma especial cada detalhe, lê a natureza quando quer saber com antecedência o dia a hora e o lugar onde choverá, sente o semelhante como um irmão, entende suas carências e lê sua mente para detectar como poderá lhe ajudar sem o submetê-lo a qualquer tipo de constrangimento, escreve belas poesias ou um outro gênero literário, desde que possa transmitir para outros a sua visão do Universo, ouve a música da natureza e reconhece quando alguém com esse dom consegue captar a mensagem angelical e escrevê-la em notas musicais, ou simplesmente o faz, conversa diretamente com Deus segundo seu vocabulário e com a intimidade de um bom filho e sabe que sua força reside no amor com que realiza seu trabalho e gerencia sua vida etc.
Este indivíduo vive o que chamamos de consciência desperta.
Agora vamos procurar cuidadosamente, um indivíduo aparentemente estranho, que respeita cada semelhante como sendo a reprodução exata de Deus, não apenas ama a natureza, mas sente-se como parte íntima dela, conhece as emoções dos homens, dos animais, das plantas e sabe como cada parte do eco-sistema se completam, como se harmoniza o lado material e o lado espiritual e qual a relação entre os dois, conhece o comportamento dos elétrons sobre os átomos e os resultados de suas combinações, não apenas sabe quando e onde vai chover, mas conhece os mecanismos que catalisam uma precipitação pluviométrica e seria capaz de provocá-la se quisesse, tem o domínio dos elementos da natureza e nem por isso abusa desse poder, sabe qual a reação provocada no clima do Japão, quando uma borboleta bate suas asas no Brasil, é capaz de sintetizar do nada, uma flor, enxerga no Universo um indivíduo e no indivíduo um Universo, e não só ama o próximo, ele ama o amor etc.
          Este indivíduo vive o que chamamos de consciência cósmica.

         Texto extraído do livro “Sociedade Virtual”  de Jacó Filho
Jacó Filho
Enviado por Jacó Filho em 26/10/2007
Código do texto: T711124
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jacó Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
3365 textos (286237 leituras)
1 e-livros (292 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 07:20)
Jacó Filho