Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COMO COMECEI A ESCREVER

Ganhei meu primeiro diário aos onze anos, com uma dedicatória do meu pai, que sem saber me lançou ao mundo da escrita. Desde então são anos de romance com as palavras, que culminou em minha paixão pelos livros. São vidas em minha vida. Cada página um novo espelho, novos personagem que aos poucos se confundia comigo mesma.
Escrevendo sobre meu dia-a-dia, naquele diálogo de menina, encontrei um grande amigo. Aquele que conversa, ouve e guarda segredo, e que está sempre em branco, esperando ser preenchido pela amizade e fidelidade. Transformava minha realidade com o toque suave de minha caneta e esculpia um futuro de palavras. Pouco a pouco ia me conhecendo e me encantando com o que descobria: meu retrato contornado de sonhos ainda infantis, sem cárceres, sem idealizações impostas, apenas vagando por entre as páginas que sem pressa eram saboreadas.
Ler era minha grande diversão, mais que ganhar bonecas, brincar de amarelinha ou dançar numa matinê. E continua sendo mais que um passatempo, mais que uma escolha, mas um jeito de viver. A leitura me leva onde quero, a escrita me define.
Sou a mesma menina que sorriu ao ganhar seu primeiro diário e desde então escreve o que sente, o que descobre, o que a faz viver e sonhar.
Cláudia Sabadini
Enviado por Cláudia Sabadini em 14/11/2005
Código do texto: T71357
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Sabadini
Cachoeiro de Itapemirim - Espírito Santo - Brasil
280 textos (29920 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:52)
Cláudia Sabadini