Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sumiço de marido

    Quando acordou já havia passado do ponto. O sono pesado, o movimento do ônibus e o cansaço... Havia um começo de chuva.  Na volta subiu aquela mulher madura e bonita. Olhamos-nos e ela sorriu com delicadeza.
     - Vai desembarcar na Quinta?
     - Sim. Respondeu. Lacônica.
De repente nervosa  apontou  para um homem passando na rua molhada.  Levantou-se gritando pela janela.
     - Medeiros! Medeiros!
Vi também o homem. Guardei sua foto na memória. Trajava terno, gravata, sapato branco. Carregava a bolsa verde com ar perdido entre transeuntes. Parecia sofrido.   Escutei o grito de mulher atordoada ao meu lado. Desconcertado fiquei com o seu corpo bonito sobre mim trescalando almíscar.
      O ônibus prosseguiu. A cena quebraria no silêncio forçado os fragmentos das explicações, das lamúrias... Mas não. Disse sucinta.
      - Era meu marido.
      - É separada.
      - Sim. Meu marido fugiu. Era ele.
      - Deixou a casa sem dizer nada?
      - Da noite para o dia. Desapareceu.  Fugiu.
      - Sinto muito.
      - Um dia vieram dizer que o Tavares havia deixado ferramenta na casa da filha Margot do primeiro casamento. E uma bicicleta na casa da outra,  advogada,  Helena.
      - Então  foi sem dizer nada?
      - É. Sem dizer nada. Podíamos ter conversado antes, que a gente não é bicho!
      - Contudo nada disse.
      - Não. Fiquei sozinha esperando que ele voltasse um dia.
      - Ficou em casa? Sozinha? Sozinha...
      - Sozinha na mesma casa, no mesmo lugar, durante longo tempo fiquei apenas esperando.
      - Coitada.
      (Murmurei sem a menor graça).
       Prosseguiu.
      - Muitos anos se passaram. Certo dia reapareceu no portão.  Não sei se por solidão, saudade ou piedade.  Estava com fome. Jantou e comeu e bebeu e depois voltou a sumir. Era ele.
Tércio Ricardo Kneip
Enviado por Tércio Ricardo Kneip em 30/10/2007
Reeditado em 29/10/2010
Código do texto: T716042
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original ( Poupança Caixa 01300004936-1 ag.0693 SVP. Doe já 0 .10 cent.) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tércio Ricardo Kneip
Santa Vitória do Palmar - Rio Grande do Sul - Brasil, 54 anos
1630 textos (61377 leituras)
2 áudios (78 audições)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 14:44)
Tércio Ricardo Kneip