Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reflexões sobre uma lápide.

Hoje sendo aniversário de nascimento de meu pai, achei por bem passar pelo cemitério e fazer algo que não fazia há muito tempo, bater um papo gostoso com ele aliás, com eles pois minha mãe também está lá.

Liguei para meu irmão e passei em seu apto para levá-lo comigo afinal também é filho e sabia que gostaria da idéia.

Ao chegar defronte do cemitério municipal gostei de ver que a Prefeitura fez umas melhorias no visual do local, não sei se pelo pessoal morador ter reclamado, mas com certeza até eles devem ter gostado das melhorias.

A verdade é que às vezes precisamos parar um pouco em nosso dia corrido cheio de preocupações e ir para um local como esse para perceber que nossos problemas e preocupações são tolos.

Quando entro nesse local lembro-me de meu saudoso amigo Helião (hoje deve ser um sacrilégio chamá-lo assim) Hélio Augusto foi assistente social e professor além de político que adorava inovações principalmente as que beneficiavam o campo social, morreu como Prefeito da cidade mas passou dias após operado sem resultado, sentado numa cadeira olhando o horizonte da sala da casa dele imagem que guardo até hoje.

De que adiantaram as correrias...

Discussões acaloradas no partido...Hoje está lá...Vi seu túmulo sozinho...

Olhei a lápide de meus pais, parei atentamente na plaqueta e percebi que fazem 40 anos que minha mãe faleceu... 21 anos que meu pai está lá também...

Fiquei imaginando quanto passa rapidamente o tempo, um dia você é uma criança no colo de seus pais e no outro você é um pai ou até avô diante da lápide deles.

Olhando assim, discussões, desentendimentos, brigas, desamor, tudo isso fica sem sentido...

Isso tudo fica apenas em instantes da vida que passam ligeiro, então para que?

Melhor é estar bem, estar em paz consigo mesmo e com o mundo, nada de brigas, nada de bate bocas...

Melhor é estar bem com todos fazer bem a todos pois o bem que  fez é uma coisa que você não precisa consertar, mas o mal esse muitas vezes você não tem tempo de arrumar e isso fica pairando no universo.

Por isso hoje ao sair se encontrar alguém com quem discutiu, se encontrar alguém a quem fez cara feia ou mesmo decepcionou com qualquer atitude, tente consertar antes que o dia passe.

S.J.Campos, 20/05/04

Renato Zecca
Enviado por Renato Zecca em 01/11/2007
Código do texto: T719155

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Renato Zecca). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Renato Zecca
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
257 textos (79897 leituras)
6 áudios (23694 audições)
2 e-livros (186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:27)
Renato Zecca