Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um defeito da Mulher

 

Quando Deus fez a mulher, já estava nas horas extras de seu sexto dia de trabalho.

Um anjo apareceu e Lhe disse: "Por que gastas tanto tempo com esta?"

E o Senhor respondeu: "Você viu minha "Folha de Especificações" para ela?"
Deve ser completamente flexível, porém não ser de plástico, ter mais de 200 partes móveis, todas arredondadas e macias e ser capaz de funcionar com uma dieta rígida, ter um colo que possa acomodar quatro crianças ao mesmo tempo, ter um beijo que possa curar desde um joelho raspado até um coração ferido.
O anjo se maravilhou com os requisitos.

É muito trabalho para um só dia... Espere até amanhã para terminá-la, Senhor. Não a farei, protestou o Senhor.

Estou muito perto de terminar esta criação, que é a favorita de Meu próprio coração. Ela já se cura sozinha, quando está doente e pode trabalhar 18 horas por dia. "
O anjo se aproximou mais e tocou a mulher. Porém a fizeste tão suave Senhor!

"Suave, disse Deus, porém forte, não tens idéia do que pode agüentar ou conseguir".
"Será capaz de pensar?" Perguntou o anjo.

Deus respondeu: "Não somente será capaz de pensar, mas também de raciocinar e negociar, mesmo que pareça ser desligada ela prestará atenção em tudo o  que for importante"
Então, notando algo, o anjo estendeu a mão e tocou a pálpebra da mulher...

"Senhor, parece que este modelo tem um vazamento... Eu Te disse que estavas colocando muitas coisas nela.”

"Isso não é nenhum vazamento.... É uma lágrima" corrigiu-o o Senhor.

Para que serve a lágrima? Perguntou o anjo.

E Deus disse: "As lágrimas são sua maneira de expressar seu amor, sua alegria, sua sorte, suas penas, seu desengano, sua solidão, seu sofrimento e seu orgulho. "

Isto impressionou muito ao anjo "És um gênio, Senhor. Pensaste em tudo. A mulher é verdadeiramente maravilhosa."

"Sim, ela é"! A mulher tem forças que maravilham os homens. Agüentam dificuldades, carregam grandes cargas físicas e emocionais, porém, têm amor e sorte. Sorriem, quando querem gritar, cantam quando querem chorar, choram quando estão felizes e riem quando estão nervosas, lutam pelo que acreditam, enfrentam a injustiça, não aceitam "não" como resposta quando elas acreditam que haja uma solução melhor. Privam-se, para que sua família possa ter algo, vão ao médico com uma amiga que tem medo de ir, amam incondicionalmente, choram quando seus filhos não triunfam e se alegram quando suas amizades conseguem prêmio,  são felizes quando ouvem falar de um nascimento ou casamento, seu coração se despedaça quando morre uma amiga, sofrem com a perda de um ser querido e são ainda mais fortes quando pensam que já não há mais forças, sabem que um beijo e um abraço podem ajudar a curar um coração ferido.

Porém, há um defeito que não consegui corrigir:

"É que às vezes elas se esquecem o quanto valem."

POSTADO POR ZILDA SANTIAGO
RECEBI POR EMAIL SEM AUTORIA

zilda santiago
Enviado por zilda santiago em 05/11/2007
Código do texto: T723848
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E O LINK). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
zilda santiago
Carpina - Pernambuco - Brasil
333 textos (892344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/12/14 18:52)
zilda santiago



Rádio Poética