Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOME E MESA

Eduardo e Amanda, uma vez por semana; João e Mônica, três. Amanda e Maurício, todas as noites. No decorrer de um dia, Lúcia e Nogueira perdem a conta; já Luís e Marina, jamais confessariam; no entanto, faz quase um mês que não fazem.
Estatística sexual. Ranking de entrasas e saídas. Olimpíada permanente. É o ser humano estimando a macheza e a feminilidade pelo número de atos por período. Pelo poder acasalador que extrapola o desejo, a espontaneidade, a natureza em seus graus de civilidade que diferem animais de animais. fazer sexo para ser dono do pedaço. Manter o reinado. Subjugar a quem o faz em menor número, que por sua vez, aceita a pecha e perde a autoestima. Quem sabe, até, fazer apenas para ser incluído no livro dos recordes.
O sexo é um ato de "fome unido à vontade de comer". Ninguém o faz sem apetite. Ninguém dá sem ter o que pede. Só há refeição com a mesa posta, na hora em que a natureza reclama. Não é questão de provar não sei o que a não sei quem.
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 05/11/2007
Código do texto: T724471
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3050 textos (61797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 05:42)
Demétrio Sena