Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trenzinho do amor

Como você está calado, meu velho amigo!
Abandonado, como eu.
Você talvez não saiba, mas você me fez muito feliz.
Você tinha vida, nós tínhamos vida.
Noites e noites eu estive com você.
Dormi nos seus solavancos
sonhando que estava nos braços dela.
Você me conduzia seguro e pacífico.
Que houve conosco amigo de ferro?
Minha amada perdeu os trilhos,
não a vejo mais.
Deve estar feliz...em outras estradas!
E você meu amigo?
Quero dizer-lhe de um coração sofrido.
Porque tanto ela me castiga?
Esse alguém que amo tanto, 
é difícil nosso encontro?
Quero sonhar que renascemos 
e noutro encontro de nós três,
apite forte,acorde o mundo!
Quero que todos saibam que ainda a amo.
Augusto Servano Rodrigues
Enviado por Augusto Servano Rodrigues em 06/11/2007
Código do texto: T726550

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Servano Rodrigues
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
156 textos (50588 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 22:55)
Augusto Servano Rodrigues