Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANSADOS DE LUXO, MILIONÁRIOS RUSSOS PAGAM PARA VIVER COMO POBRES

CANSADOS DE LUXO, MILIONÁRIOS RUSSOS PAGAM PARA VIVER COMO POBRES

Esta matéria, que saiu na Folha de São Paulo, me chamou muito a atenção. Existem deputados, empresários e gente de muito dinheiro na Rússia, pagando até US$ 10 mil dólares para servirem de motoristas de táxi, cantores de rua e até prostitutas. Um passeio num lugar exótico ou turismo aventura, já não lhes chama mais a atenção. Agora o charme é virar pobre.
Será que este dinheiro pago, não seria mais proveitoso se, ao invés de se disfarçar de pobre, este milionário convivesse com os pobres e distribuísse esses US$ 10 mil dólares entre esses seres que são pobres por condições da vida e não para satisfazer um capricho?
Fico indignada de saber que o dinheiro dos milionários é gasto de forma tão inconsequente. Pelo visto já não se fazem gente de dinheiro que olha para os mais necessitados de uma forma a auxiliá-los. Me lembro agora de Ayrton Sena. Somente depois da sua morte descobriu-se que ele ajudava várias instituições, sem fazer alarde nenhum. Tinha dinheiro e ajudava quem dele necessitava. Será que ainda existe gente assim?
Acredito que grandes empresários ajudam entidades beneficentes, mas o desconto do Imposto de Renda também conta bastante.
Pelo visto, sinto que a classe média de todo o mundo é quem sustenta seu país, pois trabalham honestamente, pagam os impostos e ainda ajudam os necessitados. Pensei que isso fosse só no Brasil, mas, pelo que vejo, este fato é verdadeiro no mundo todo.
Pelo menos no Brasil, não se tem notícia de que algum milionário queira passar as férias como pobre. Mas existem pobres que adorariam passar as férias como ricos. O que não falta são pessoas carentes de todos os luxos e comodidades. Esses US$ 10 mil dólares viriam de bom grado à esses flagelados pela fome e pela humilhação da verdadeira pobreza.
Apesar de saber que o mundo está totalmente louco, ainda me espanto com atitudes como desta matéria. Ainda acredito que exista alguém de coração, porque se eu não acreditar, ou se outras pessoas não pensarem como eu, o mundo tende a ser bem pior do que já é. Acho que a frase “Ser ou não ser, eis a questão”, para mim já tem resposta. Ser neste mundo tão incoerente, te deixa a certeza de que eu sou mero acaso e já não sou, apenas subsisto como uma miragem no deserto de corações de pedra. Não ser é a melhor opção.
Alma Collins
Enviado por Alma Collins em 08/11/2007
Código do texto: T729084
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alma Collins
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
166 textos (38581 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:40)
Alma Collins