Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIVER COM SERENIDADE E TRANQUILIDADE


Paz... Serenidade...
Amizade... Tranquilidade...
Caminho para a Felicidade...
Osculos e amplexos, Marcial

VIVER COM SERENIDADE E  TRANQUILIDADE
Marcial Salaverry

Viver podendo desfrutar de muita tranquilidade, com total serenidade, é o objetivo de todos nós, mas, sem dúvida alguma, esses são espécimes em extinção. É cada vez mais difícil encontrá-los por aí, e claro que  estão fazendo muita falta.
Isto pode ser devido em parte, às necessidades da vida moderna, que exige pressa para tudo, pois as coisas se desenvolvem com tal velocidade, que se pararmos para pensar no que está acontecendo, logo ficaremos para trás. Tudo tem que ser resolvido "ontem" , impossibilitando muitas vezes que possamos pensar e analisar mais detidamente certas atitudes que devemos tomar.
Mesmo nos relacionamentos familiares, é difícil haver serenidade e tranquilidade. Temos visto acontecimentos lamentáveis que mostram claramente a que ponto as coisas estão chegando.
Certos fatos de uma violência inaudita vem ocorrendo dentro de famílias, mostrando que começa a ficar necessário que repensemos tudo, para evitar que a "instituição família" chegue ao fim.
Recebi uma mensagem maravilhosa sobre o assunto, creio que de L'Inconnu. Vejam só:
Concedei-me Senhor, serenidade para aceitar as coisas que não posso modificar... Coragem para modificar aquilo que possa... e sabedoria para identificar umas das outras...
Sem dúvida alguma, é um apelo muito bem direcionado, e que em qualquer época da vida, sempre será atual, pois sempre nos veremos diante de situações "imodificáveis" (sempre colaborando com o amigo Aurélio...) e, quando estivermos diante de uma situação dessas, só teremos duas alternativas, aceitá-la, ou esquecê-la e partir para outra.
Sempre nos veremos diante de uma alternativa perigosa. Será que realmente não existe nada a fazer para consertar tal situação? É onde será necessário que o Amigão nos dê sabedoria, para ver se existe algo que possamos fazer para contornar a crise.
Sempre é necessário agir com muito discernimento em situações de impasse, pois se não houver possibilidade de resolve-las, a insistência em buscar-se uma solução, poderá provocar seu agravamento, levando-a para uma crise definitiva.
Nesses casos, embora nos sintamos impelidos a insistir na resolução do impasse, temos que recolher nosso ímpeto conciliador e aceitar o que estiver acontecendo. Muitas vezes um afastamento, um silêncio, ajuda a resolver uma situação, melhor do que a insistência na busca de uma solução.
Contudo, precisamos saber fazer esse julgamento, pois existem certas situações que são passíveis de solução e, nesse caso, a busca de uma conciliação não deve ser abandonada, para que não nos vejamos mais tarde, diante da frustração de ter abandonado algo ou alguém, por causa de algo que poderiamos ter resolvido, e muitas vezes tais fatos podem nos envolver diretamente, e nesse caso,  teremos que ter muita serenidade, para tomar a decisão certa, que poderá aclarar nosso caminho, ou mandar tudo pro espaço.
Principalmente quando uma decisão poderá romper vínculos já firmes, algo que não vale a pena modificar, pois já está firme, estável, onde continuaremos a desfrutar serenidade e tranquilidade.
E a outra poderá nos levar para uma aventura totalmente imprevisível. Um espírito aventureiro poderá optar pela aventura, mas se tivermos a serenidade necessária, saberemos discernir entre o que se deve ou não modificar.
A História nos mostra que muitas guerras apenas foram iniciadas porque não houve a serenidade necessária para resolver pendências surgidas.
Os fatos nos mostram que muitos lares foram desfeitos, porque não houve a serenidade necessária para resolver pendências surgidas.
Qualquer semelhança não é mera coincidência, é simplesmente para deixar claro que em todos os campos, é necessário resgatar a serenidade do limbo do esquecimento, e começarmos a usá-la mais adequadamente.
Se houvesse mais Paz e Tranquilidade no mundo, evitar-se-ia tanta coisa desagradável, tantos desentendimentos, o fim de tantas amizades...
Com muita serenidade, estendo as mãos para os amigos, esperando que todos tenhamos UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 10/11/2007
Código do texto: T731174
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 78 anos
20982 textos (2072985 leituras)
3 áudios (888 audições)
6 e-livros (2159 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:11)
Marcial Salaverry