Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O HOMEM DE GRAVATA BORBOLETA

O HOMEM DE GRAVATA BORBOLETA

“A receita de vida melhor será sempre melhorar-nos, através da melhora de venhamos a realizar para os outros”. (Emmanuel).

O Dinossauro era perfeito já na origem, já sabia se mover, já sabia obter alimento sozinho e, portanto, os genitores o abandonavam à própria sorte. O ser humano, ao contrário – e eis aqui novamente o elogio da imperfeição -, nasce indefeso. Se não fosse socorrido, morreria em poucas horas. Na realidade o Brasil está repleto de dinossauros, a cata de boanas, que por sua fragilidade são iscas para tubarões, aves de rapinas, albatrozes que vivem as espessas desse rol de cardumes. No setor político brasileiro os escândalos crescem como formigueiros, cupis e carrapatos, sugando o sangue da população indefesa, vítimas da irresponsabilidade social das autoridades investidas dos cargos mais importantes, cujo intuito é somar e industrializar o vil metal. O que acontece hoje é o fortalecimento exarcebado dado a Polícia Federal, em detrimento ao  trabalho profícuo das Forças Armadas. A novidade nos dias atuais chama-se grupo de extermínio.  Queríamos saber onde se encontra o grupo de extermínio que vem dizimando os policiais civis e militares no estado do Ceará. As nossas autoridades, os nossos representantes políticos, os partícipes dos governos precisam de uma reciclagem já. Por que os corruptos não são presos e policiais militares na condição de suspeitos, recebem a dura pena da prisão e ainda são expostos a uma mídia que desrespeita o policial, execrando-o a opinião pública, jogando-o na lama juntamente com todos seus amigos e familiares. Ninguém pode ser acusado antes de processo transitado em julgado. Não estamos aqui defendendo ninguém, mas fazendo um retrocesso do que acontece no Brasil do “Tudo e do Nada”, onde os tubarões roubam, formam quadrilhas, desviam verbas, lavam dinheiro, abrem contas no exterior e nada acontece. Depois que instituíram no Brasil a tal CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), a marmelada passou ser a sobremesa principal dos parlamentos. Será que no estado do Ceará não existem homem capazes de empunhar a bandeira da segurança? O homem da gravata de borboleta está mais para o não sei, não tomei conhecimento e nas entrevistas coletivas fica balançando as mãos fazendo mímicas, enquanto seus secretários falam a mídia por ele.
Nossas autoridades estão precisando fazer um curso de inteligência emocional. Senhores a maioria da população brasileira vive da informalidade, mais da metade da população ganha menos de um salário mínimo e os que ganham salários não tem carteira assinada. Perguntamos: “A onda violência acontece no ápice ou na base da pirâmide?”. Os crimes os assaltos normalmente são praticados por jovens, viciados que vivem no submundo do crime, pelo desemprego, pela miséria, e como paliativo usam drogas para burlarem a fome e o sofrimento diário. Tornam-se viciados e vão praticar as barbáries pela ação destruidoras das drogas que permeiam seus fragilizados cérebros. As desculpas do secretário de segurança são frutos da irresponsabilidade dos governos que assumiram as rédeas da nação, depois dos governos dos militares. Afirma Roberto Monteiro: “Tem o caso de um tenente-coronel que estava recebendo ordens de um daqueles que estão presos, um soldado. “Narraram-me que o soldado diz ‘cara’ o negócio é assim, eu tô mandando”. É grave sua afirmativa e precisa de uma apuração séria. Não vi a prisão desse tenente coronel. A realidade cruel e que a população talvez esteja alheia ao que acontece aos quartéis e delegacias de polícia da capital e interior -  são verdadeiros chiqueiros  não existe lugar para repouso e nem banheiro para asseio dos policiais. Policial tem que ser incentivado e não sofrer as agruras de governos que não honram seus mandatos. Se algum desses policiais provarem sua inocência como ficará a mídia e a cúpula da segurança, que se mostravam mais inchados do que sapo, visto que com essas prisões se transformaram em heróis. Existem tanto na Polícia Militar, na Civil, na Federal e Polícia Rodoviária Federal, aqueles que destoam dos demais. Já mediram o estresse dos policiais? Já tomaram conhecimento da cruel escala de serviço? Tem policial tirando 24 horas e folgando 12, isso é desumano. Já vimos soldados chorando e pensionistas quando recebem seus contracheques. As famílias de policiais mortos ficam a ver navios, quando são abruptamente retirados da folha de pagamento.  A viúva, os herdeiros têm que entrar com um processo que leva meses e enquanto não são implantados em folha novamente, ficam a passar fome e necessidades. As associações é que dão a mão amiga para minorar o sofrimento dos familiares. Senhores muita coisa precisa ser revista.
O reajuste diferenciado e tão badalado pelo governo Cid Gomes atingiu uma pequena camada e alguns policiais tiveram seus vencimentos reduzidos.  Senhor secretário dizes com certo orgulho que prendeu 20 e irá prender muito mais, será que nas nossas polícias só existe grupo de extermínio. O governo das mudanças esfacelou a segurança passado-a de primeiro para terceiro escalão, hoje o comandante da PM é um mero espectador. Contra fatos não há argumentos, a fraqueza de uma instituição é o espelho do responsável por ela e o sucesso reflete o bom trabalho exercido pela cúpula do governo. A verdade é que as ações para melhorar e minorar a crise policial não sai do papel e são adiadas sempre. Senhor Roberto Monteiro seja mais elegante, acabe com esse orgulho doentio e essa mania de acusar sem que o policial seja julgado. Todos nós sabemos que a segurança está falida e a culpa não é dos policiais e se pensares bem o buraco é mais acima e seus efeitos deletérios refletem mais em baixo.  É certo policial comprar seu próprio armamento e fardamento, isso acontecesse sabiam? A inversão de valores no Brasil é muito grande. Enquanto médicos e professores estudam anos a fio, com vários anos de faculdade, especialização, mestrado e doutorado ganham uma miséria  para sobreviverem e ter que assumirem mais de um emprego, políticos ganham os tubos de dinheiro e querem sempre mais. Já estão entabulando novos aumentos. Pode Freud?

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-JORNALISTA-MEMBRO DA ACI E ALOMERCE
Paivinhajornalista
Enviado por Paivinhajornalista em 10/11/2007
Código do texto: T731617
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paivinhajornalista
Fortaleza - Ceará - Brasil
2228 textos (809222 leituras)
1 e-livros (164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 20:24)
Paivinhajornalista