Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crueldade

Tem umas pessoas, “adultas”, que me lembram crianças, crianças maldosas, crianças cruéis. Provavelmente, este adulto, foi a criança cruel da escola. Ou será que foi a criança em desvantagem da escola? E hoje, já conquistado certo nível de poder, status profissional, repete com os menos favorecidos as atrocidades que sofria quando criança ?

Não falo de agressões físicas. Falo de pequenas humilhações, que só uma criança cruel sabe impingir a outra, mais frágil.

 

 

Tinha poucas amigas, era uma criança que sempre brincava só. Não por que a mãe não deixava, por que gostava mesmo de ficar assim. Tinha um companheiro de brincadeira. Tião. As casas eram separadas por uma cerca de arame. Brincavam assim: Tião do seu lado e ela no seu. A cerca não era empecilho nenhum para brincadeiras, já que a criatividade dos dois era suficiente para tornar o fato da falta de proximidade  um mero detalhe. Não precisavam compartilhar o mesmo espaço, suas almas se encontravam assim mesmo.

 

 

Às vezes brincava com uma menina da rua. Ela vinha e a chamava no portão.

 Brincavam de pega pega, esconde, bola e amarelinha. Havia outros dias em que apenas via a menina brincando, com outras meninas pela rua.Riam e se divertiam a valer. Mas nestas ocasiões a menina não vinha chamá-la no portão. E se por ventura ela tentasse se juntar ao grupo era repelida. Criança cruel, este é o exemplo. Quem é que nunca passou por isso? Amigos que na verdade estão ao seu lado apenas por conveniência, para usar o seu carro, ou ser convidado para aquela festa, onde todos os que realmente “importam” vão estar? Era assim, a menina quando só, batia ao portão. Quando cercada de amigas e adulada em sua vaidade esquecia daquela que lhe fazia companhia. Certa vez, munida de rancor e uma pedra pontuda, rebateu a indiferença, fazendo um corte na perna da menina, a menina com suas aduladoras.

 

Simone Mottola
Enviado por Simone Mottola em 14/11/2007
Código do texto: T737451

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Simone Mottola
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
193 textos (21024 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 07:30)
Simone Mottola