Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MULTIDÃO FUGIA

A MULTIDÃO FUGIA

Mário Osny Rosa

Quando os combates começaram a multidão procurou fugir dos horrores de uma guerra.
Guerra que morre o velho que não pode fugir morre mulheres homens e crianças, morre uma multidão de pessoas.
Como era chocante ver eles fugindo da guerra, deixando tudo para trás, mulheres e crianças andando no asfalto escaldante, pés descalços, mães com crianças pequenas no colo, crianças em cima de caminhonetes ou ainda em charretes puxadas por burricos, e ao lado da estrada estava o deserto aonde nada crescia.
Num momento em que a tecnologia nos mostra tudo com uma rapidez invejável os horrores em que vive a população do planeta, e mostram toda a tecnologia da destruição em massa de pessoas de obras de artes, edifícios que contavam a história de milênios de ano de uma cultura, de um povo que morre em seus escombros.
O homem vem desenvolvendo tecnologia para destruir o próprio homem, quando deveria criar tecnologia para melhorar a vida das multidões. Aqui fica uma interrogação será que as multidões nasceram para morrer sem ter a possibilidade de defender-se, isso em todos os tempos da história vem acontecendo?
Revendo a história desde que ela deixou seus registros, sempre o homem esteve envolvido em lutas, e, algumas delas nunca foram interrompidas em milênios e milênios de anos, com isso tendo como conseqüência à mutilação e destruição de uma grande multidão de pessoas.
Os meios de comunicações mostram esses horrores no momento que acontece, nosso espaço sideral está lotado de espiões eletrônicos bem como de lixo que é um grande perigo para as multidões que não tem como se defender deles.
Que culpa tinha aquela criança que fora atingido por um petardo em sua casa e perdeu seus dois braços, deitada num leito do hospital o que estaria a pensar?
A história nos mostra esse como um fato verdadeiro. O homem começou a odiar o homem  quando, naquele momento ainda não era uma multidão.
Caim matou Abel seu irmão, sendo o ponto de partida para todo esse ódio que hoje impera em toda a humanidade na face da terra, nem mesmo Jesus Cristo tentou aplacar esse ódio do ser humano mesmo sendo pregado na cruz e lá estava também uma multidão de pessoas a condenar e observar os acontecimentos e o motivo todos queriam ser rei e tinham medo de um novo rei e por causa desses reis somos vis a escravidão, pois todos os sistemas ditatoriais fizeram uma destruição em massa daqueles que não comungavam com seus ideais.
Aconteceu em todas as partes do globo terrestre em grau diferenciado diante de cada povo, até o momento não se sabe quantas pessoas sucumbiram nos conflitos em todas as guerras desde que a história tem feitos registros dos acontecimentos.
Pois o mundo na atualidade é composto de dois poderes: o poder de construir e o pode de destruir, sendo o poder de construir uma sociedade fraterna solidária sem conflitos autônoma em qualquer país do planeta encontra uma barreira ela encontra no poder de destruir quando a grande multidão não tem meios de defender-se dos tiranos opressores, tendo mesmo o povo eleito para massacra-los.

Florianópolis, 07 de agosto de 2.004.
 
Asor
Enviado por Asor em 20/11/2005
Código do texto: T73997
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36864 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:31)
Asor