Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SELVAGEM 110V


O galope de um puro sangue foi visto no deserto selvagem. Comia o capim que nascia das pedras, relinchava nas montanhas em eco, mordia sua cauda despenteada, largada, disposta … maneira selvagem. A chuva que molhava não lhe tirava nem o gesto, sempre selvagem...
Pessoas, muitas pessoas. Prédios, viadutos, carros, sem foros, gente voltando, gente rindo, caminhão, ônibus, avião, trem sobre ponte, ponte sobre rio, rio coberto de espuma, olhares alucinados buscando algo não selvagem.
A maneira que o entregador de jornal atirava o jornal na minha porta era selvagem com suas notícias nem menos selvagens do dia anterior. O jornalista que escrevia era selvagem.
Ligo a televisão:
Xuxa/Globo/Bradesco/RPM/plim plim/O branco mais branco/Uma questão de requinte/Venha para o mundo de Malboro/Globo Esporte/
1001 Utilidades/Vem para caixa você também/Veja também "O dia em que a terra parou"/Veja muito uso/bzzzbzbzbzzzzzzzzzbsdzzzzzzzbzzzazz/TVA/TVS/TV+/TVM/Você pode confiar/
Como voce pode fazer isso?/
Voce me pediu/
Pau/Bam/Poin/Catacumba/Fion/Argh/Arrout/Quem é voce?/Sou você amanhã.
Clic.
No fundo o por de sol no lago deserto. Meu olho meio apertado, redondo, inquieto que não conseguia piscar fitava outro de maior tamanho, oval. Câmera em close. Andamos juntos por alguns instantes lado a lado. Vento ao fundo. Câmera se afastando com som em off. Grãos de areia no ar. Câmera abre em grande angular. Uma sala vazia dentro da televisão. Câmera em olho de peixe. Quem opera a câmera esta dentro da televisão.
Selvagem em vinheta.
Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 17/11/2007
Código do texto: T740546
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1837 textos (51340 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 20:53)
Lorenzo Giuliano Ferrari