Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEFININDO MATURIDADE


O que podemos definir como "Maturidade"?
Osculos e amplexos,
Marcial

DEFININDO A MATURIDADE
Marcial Salaverry

Costuma-se dizer que a maturidade vem com a idade. Na realidade, nada tem a ver, pois existem muitas pessoas jovens com maturidade suficiente para transmiti-la a pessoas de mais idade, mas que jamais conseguiram adquirir a maturidade espiritual.  São maduros física e etariamente, mas não o são espiritualmente. Permanecem imaturos para o resto da vida.
Podemos considerar-nos maduros, quando temos discernimento suficiente para analisar situações dúbias, controlando eventuais explosões de raiva, e sabendo como conduzir possíveis discussões sem perder a calma, mantendo sempre o controle da situação.
Outra demonstração de maturidade, é saber controlar a impaciência, não fugindo diante de uma possível situação perigosa, ou não nos atirando em busca de um prazer imediato. Sempre devemos saber analisar situações, para ver como conseguiremos contornar um problema, ou mesmo procurando discernir se esse prazer imediato não irá nos prejudicar no futuro.
É preciso sempre saber analisar situações, sem muito açodamento.  Muitas vezes é preciso tomar decisões rápidas.  É importante saber analisar quando a situação requer urgência.
Como vemos, é complicado adquirir essa maturidade.  Justamente por isso nem todos conseguem atingi-la.
Temos que saber ser perseverantes.  Aliás, o grande segredo está em saber distinguir o que é perseverança, e o que é teimosia.  Saber quando devemos insistir, ou quando é melhor recuar.  Saber encarar com serenidade tanto uma estrondosa vitória, quanto uma amarga derrota.  Ambas são contingências da vida.
Sempre é importante sabermos reconhecer nossos erros, e ter a humildade para corrigi-los. E principalmente, não repeti-los.  A teimosia é sinal de imaturidade.  Insistir em um erro, não o reconhecendo, já é burrice mesmo.  É importante termos esse espírito de humildade, pois nem sempre é fácil reconhecer que é o outro que tem razão.  Não devemos nos envergonhar de dizer que estamos errados.  Isso não é sinal de fraqueza como muita gente pensa, mas sim de maturidade espiritual.
Quando tivermos a certeza de estar num caminho certo, devemos seguir essa linha de conduta, ao invés de ficar experimentando sempre algo de novo.
Ao assumir um compromisso, devemos estar seguros de que saberemos cumpri-lo.
Não existe coisa mais desagradável do que encontrar em nosso caminho pessoas incapazes de manter compromissos assumidos.
  Muitas vezes estamos contando com determinadas coisas e, por irresponsabilidade de pessoas imaturas, ficamos no prejuízo.
E, principalmente, sabermos discernir que estamos nesse rumo certo, mantendo-nos firmes.
Meu guru L’Inconnu nos brinda com uma definição definitiva sobre maturidade.  Vejam.
Maturidade é a arte de viver em paz com o que é impossível mudar.
 Claro. Se uma situação se apresenta definida, de que nos adiantará “malhar em ferro frio”, em busca de uma mudança.  O mais conveniente é aceita-la como se apresenta, procurando atalhos que possam minimizar prejuízos, tentando contorná-los.
Mas, sabiamente, sabendo conviver com essa impossibilidade de mudança, mesmo que não a aceitemos.  É melhor procurar um abrigo durante uma tempestade, do que enfrenta-la de peito aberto.
Então, com toda a maturidade adquirida, vamos ter UM LINDO DIA.
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 22/11/2005
Código do texto: T74684
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19847 textos (1961988 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:42)
Marcial Salaverry