Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fuga

            Em uma tarde qualquer busque na real estrada de cada instante encontrar-se consigo mesmo por um momento ou apenas em um milésimo de segundo analisando cada passo de seu tempo, por horas e horas às vezes nós vemos de mãos atadas sem saber o que fazer e com isto passamos a preocupar por demais e buscamos esconder-se em nossos próprios medos, ficamos sem saber para onde ir é o que resta e trancafiamos em trabalhos ou até mesmo em nossas casas buscamos desviar o que realmente tem sentido e corremos para frente da TV.
            Com estas e outras atitudes vamos adiando o que temos que fazer deixando assim nossos dogmas de lado e não nos desenvolvemos como seres que somos, ficamos de braços cruzados esperando que alguém faça a nossa parte.  Com estas e outras acumulamos montanhas enormes em nossa volta e assim paramos sem saber o que fazer com as coisas simples de cada dia como por exemplo tomar benção do papai e da mamãe, escutar a vovó e o vovô, contar suas aventuras, sorrir com as travessuras e a pureza de nossas crianças.
            Estamos a cada instante esquecendo de nós mesmos procurando acumular apenas espinhos em nossas estradas, cada vez mais e mais vamos tornando nossos caminhos mais escuros e sem saída e por medo ou indiferença dizemos em alto tom de pura arrogância que somos importantes, fazemos quase tudo e quando na verdade esquecemos assim que não estamos fazendo nada, pois estamos camuflados e nossas inseguranças de sermos cada vez mais individualista com nós mesmos, sei que temos que ter medo do desconhecido mas porém somos capazes de vencer os problemas de cada dia, dos quais somos os próprios autores de tamanha complicação.
            Esquecer-se do passado ou até mesmo viver só nele e trancafiar e deixar de existir, busquemos fazer de nossos instantes torrentes vivas de pura água cristalina que brota como minúsculo fio fraco e desprotegido e devagarinho com esperança vai se ajuntando um ao outro e tornando-se assim com esta atitude de companheirismo cada vez mais forte e repleto de coragem para pular ou até mesmo contornar as barreiras em sua estrada para chegar ao grande ponto de encontro com o seu eterno e apaixonado amor, repleto de vida a inalar-se por inteiro.
            Que busquemos no decurso de nossos dias viver apenas um instante ajuntando ou tentando fazer diferente e assim jogar-se sem medo nos braços de nosso explendido e maravilhoso encontro.
CAMBRAIA JJO├O
Enviado por CAMBRAIA JJO├O em 23/11/2007
Cˇdigo do texto: T749097
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CAMBRAIA JJO├O
Lagoa da Prata - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
457 textos (29574 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 24/10/17 10:16)
CAMBRAIA JJO├O