Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um Papai Noel diferente

 É véspera de natal, o sol esta se pondo. Luiz Augusto, toma uma
 cerveja no bar, com sua noiva Vivi.
 Luiz Augusto é um rapaz negro de trinta e cinco anos, formado em
 medicina, com muito sacrifício, não esta exercendo a profissão.
 Logo que se formou, foi para uma cidade do interior, trabalhar no
 posto de saúde. Era noite e chovia muito, quando ele foi chamado as
 pressas, para atender a filha de um fazendeiro, que estava em
 trabalho de parto.
 Luiz lá chegando, fez tudo que estava ao seu alcance, sem
 recursos, e sem poder remove-la, só conseguiu salvar a criança.
 Então teve a pior decepção da sua vida. Foi enxotado da fazenda
 pelos capangas, como se não bastasse, ouviu os piores desaforos do
 fazendeiro, chamando-o de negro incompetente, que negro não
 podia ser medico, tudo isso fez com que ele abandonasse a
 profissão. Por mais que sua noiva tente, sua mãe o incentive. Ele
 vive fazendo pequenos trabalhos para sobreviver. Hoje foi contratado
 por  uma grande loja, para ser o Papai Noel; Ele já esta se arrumando.
 Vivi chega mais perto e entrega a ele, uma caixa dizendo: Este é o
 seu presente de natal, espero que você goste. Luiz agradeceu,
 guardou a caixa, sem ter a curiosidade de abri-lá.
 Enquanto isso em uma favela, no alto do morro, Ritinha, uma garota
 de dez anos chora ajoelhada na cabeceira da cama de seu pai, que
 está muito doente. Ritinha é a filha mais velha, tem mais treis irmãos
 menores. Lá de cima do morro, dá pra ver as luzes da cidade,
 enfeitada para o natal.
 Cai uma chuva fina, já anoiteceu. Ritinha desce o morro, na
 esperança de pedir ajuda, para enfrente a uma loja linda, toda
 enfeitada, cheia de presentes e luzes. Ritinha fica parada ali olhando
 tudo, encantada, mas seu pensamento está longe. Quando derrepente
 Papai Noel se aproxima e diz: O que quer ganhar minha menina; Ela se
 espanta; Você é um Papai Noel da minha cor, eu quero lhe pedir um
 presente, e continuou: Salve o meu pai, ele está muito doente, nós
 não temos dinheiro, para ir ao medico, para comprar remédios, vamos
 Papai Noel, mede esse presente.
 Luiz Augusto, se comoveu com as lágrimas de Ritinha, que o puxava
 sem parar.
 Lá chegando deparou com toda aquela pobreza, o pai de Ritinha
 estava muito mal, Luiz Augusto, lembrou da caixa que tinha ganhado,
 abriu, era tudo que precisava, para voltar a clinicar. Assim ele
 prestou os primeiros socorros, em seguida fez a remoção do mesmo,
 para o hospital.
 Naquele instante, ele percebeu o quanto ele podia ser útil a todos
 aqueles que sofriam, por não ter recursos.
 Como aquela gente era carente, em todos os aspectos.
 Então olhou para Ritinha e abraçou-a dizendo: Seu pai vai ficar bom,
 ela agradeceu com lágrimas nos olhos.
 A partir desta data, sua fama correu o morro e o Dr. Luiz Augusto
 começou a clinicar e se tornou o senhor Dr, muito respeitado por
 todos.
 Casou-se, hoje ele tem seu consultório e atende a todos, sem
 discriminação, com ajuda de sua esposa.
 Você pode seguir esse exemplo: Nunca é tarde para se realizar, para
 ser feliz, ou fazer alguém feliz.
 Lembre-se você é importante, em tudo que você quiser fazer, então
 faça com raça e vontade, faça bem feito, a vida tem pressa vamos
 viver com alegria e bem.
 Para sermos felizes sempre......

                          Feliz Natal!
Zuzufigueroa
Enviado por Zuzufigueroa em 25/11/2007
Código do texto: T752300
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zuzufigueroa
Porto Velho - Rondônia - Brasil
1583 textos (292544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 17:52)
Zuzufigueroa