Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Agora não sei dizer, só sei sentir.

O tempo é realmente um ser incrível, às vezes passa rápido demais, sempre que queremos que ele demore a passar. Às vezes demora quando queremos que voe. Mas há vezes em que passa de maneira perfeita quando vivemos e deixa um minuto parecendo uma eternidade que passa e ainda pode voltar, é uma sensação angustiante, pois não tenho certeza se vai acontecer, mas deixa uma esperança que pode ser feito o que se sente.
Pode parecer confuso pensar no tempo que passa mesmo quando não estamos fazendo nada, quando estamos lendo ou dormindo ele não para e nunca vai parar. A perfeição do tempo aconteceu quando estava contigo ao longo de dois anos. Parece pouco mais foi perfeitamente suficiente para me deixar feliz.
A perfeição também começa quando através de pessoas te conheci e aos poucos pude falar e conhecer melhor uma pessoa, única, quase perfeita quando sorria ou chorava. Você é doce e segura, mistura de uma pessoa com problemas difíceis e com amigos sinceros que te apóia.
O tempo passou certo e estávamos juntos todos nós, lembra? Eu sentia que éramos diferentes e suficientemente amigos. Nosso grupo sempre foi cobiçado, pois sempre demonstrou que não era apenas mais um grupo de pessoas que ali estavam para passar o tempo.
Eu me lembro de um dos vários dias em que, sentados no chão, falávamos sobre nossos problemas que pareciam sem solução. Mas quando você falava, eu sentia que nenhum problema merecia preocupação quando estamos todos junto para sorrir e falar coisas sem pensar éramos livres e não impedidos de falar o que pesávamos e não pensávamos, pois estávamos entre amigos e não tínhamos o que esconder.
Não me esqueço do dia em que você perdeu seu gato, morreu, você ficou tão chateada dava para ver em seus olhos, fiquei morrendo de dor de ti, fiquei super triste, pois não podia fazer seu gatinho ressuscitar. Estávamos só nos dois, você me falava o quando gostava do felino, dias anteriores você já estava triste, pois ele estava bastante doente.
As lagrimas escoriam de seus olhos e eu me segurava para também não chorar. Neste dia fui para casa arrasado. Mas depois de alguns dias você já estava melhor e eu também. Depois fiquei pensando o quanto tem importância um ser que amamos, seu gato era importante.
E assim foram passando os dias, conversávamos sobre muitas coisas, riamos, falávamos concordando ou discordando ou os dois ao mesmo tempo. Éramos verdadeiros. Os finais de semana eram longos para mim, porem suficiente para sentir saudade e valorizar sua presença durante toda a semana.
Agora estou aqui, tão longe em corpo, mas tão perto em pensamento estou ao seu lado. Aqui olhando a bela passagem que tem a fria e charmosa nuvem de chuva. Aqui não tenho amigos, porem não importa um dia poderemos ficar conversando sobre o nosso passado perfeito e nosso presente mágico. Um dia estaremos todos junto, mostrando que somos eternos mesmo que distante em alguns momentos.
Hênio Delfino
Enviado por Hênio Delfino em 28/11/2007
Reeditado em 24/06/2012
Código do texto: T756748

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hênio Delfino
Planaltina - Distrito Federal - Brasil
178 textos (150982 leituras)
10 e-livros (1832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 08:44)
Hênio Delfino