Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lisboa menina e moça!

Já Carlos do Carmo canta “Lisboa menina e moça,
menina…”, e assim é.
Lisboa, com as suas sete colinas e seus bairros populares,
as suas ruelas estreitinhas, tudo serve  para uns versos,
serem cantados em fado. Os fados são muitos, os fadistas também.
Todos eles evocam esta cidade, que outrora pertenceu aos mouros,
mas que é sempre menina e moça.
Se visitarmos Alfama, Castelo, Mouraria, Madragoa,
Bairro Alto, todos eles têm a sua casa de fados, o seu retiro.
Há alguns, em que os mais destemidos
tentam a sua sorte de fadista.
Em tempos idos, os marialvas vinham cantar
em tabernas e pátios desses bairros populares.
Dizem que a primeira cantadeira foi Maria Severa.
Nascida na Madragoa em 1820, começou cedo a cantar o fado numa taberna, a qual era propriedade de sua mãe “A Barbuda”. Morreu ainda nova, 26 anos de idade, de tuberculose. Foi no dia 30 de Novembro de 1846.
Ainda hoje se canta o fado, evocando a sua vida e morte.
O fado esteve sempre ligado aos touros, pois a fidalguia assim o fez.
Os temas mais cantados são; a Saudade, a Nostalgia, o Ciúme e também pequenas histórias do quotidiano dos seus bairros.
Resumindo, Lisboa que é a capital deste país, mas é também a capital do fado.
Carlos Jorge Gomes Candan
Enviado por Carlos Jorge Gomes Candan em 29/11/2007
Código do texto: T758414

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Jorge Gomes Candan
Portugal
51 textos (1409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 12:49)
Carlos Jorge Gomes Candan