Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Salve o Corinthians

Muito tem se falado nestes últimos dias, mais ainda depois da derrota corintiana contra o Vasco na quarta-feira, na situação de rebaixamento iminente do time paulista. Não sou destes torcedores que moram em estádios, nunca fui ao olímpico, e não tenho ânsia alguma de fazer isso. Virei torcedor mais por oposição do que por vontade e gosto futebolístico. Meu pai fanático colorado e meu colega de teatro doente pelo inter. Não acredito que vai ter manipulação de resultados para rebaixar um time com a tradição do time do parque São Jorge. Seria uma ótima vingança do time colorado sobre o rival paulista pelos desmandos do campeonato de 2005, onde as falcatruas extra campo, tiraram a chance de dentro do campo o campeonato tivesse um dono de direito e com lisura.
Mas queria lembrar que o torcedor não tem culpa do que meia dúzia de acéfalos faz administrando um patrimônio de um clube. Os torcedores fazem disso uma religião, inclusive com inquisição e guerra. E não podem ser culpados por isso. Os dirigentes não estão nem ai, se o time vai para a segunda, a terceira ou para a várzea. Os torcedores sim. O sofrimento de ver seu time rebaixado não tem comparação. Mas quem dirige não está nem aí. Um exemplo de meu time, rebaixado em 2004, em que os jogadores não estavam tão preocupados, o time foi para a segunda, teve que passar meses montando um novo time, pois aqueles atletas foram para a Europa numa boa como se nada tivesse acontecido. Os torcedores numa tristeza profunda os dirigentes caíram no ostracismo, mas nem ai. Agora que o time voltou muitos quiseram abarcar na festa de novo.
Para os torcedores do Corinthians resta o alento, de assim como o Grêmio, cair para a segunda, e usar este buraco para alçar vôos ainda mais altos. E limpar um pouco o tapete do timão, manchado pela lama no decorrer dos anos. Acontece na internet correntes contra e pró-rebaixamento. Esta por torcedores colorados e gremistas, engrossando a massa de Palmeirenses e São-Paulinos. Acontece que estão confundindo as coisas. Torcedores do timão estão fazendo ataques a um povo inteiro. Eu acho que o que ocorre na esfera futebolística ficasse fora da vida pessoal. Aqui não foi inventado nem Inter e nem Grêmio, os foram clubes criados e dimensionados como qualquer outro. Essa dualidade, dita por um internauta desconhecedor de qualquer assunto, mas como qualquer um que nada sabe, sempre diz alguma coisa errada, falou desta necessidade. Da necessidade de o povo gaúcho estar dividido sempre, na ânsia de uma guerrilha. Mas os problemas psicóticos que atormentam vocês, nós não temos por aqui, tu pode entrar nas dependências de um clube, com a camisa do outro, sofrendo no máximo uma boa zoação. Não temos bairros proibidos para este ou aquele. Futebol é jogo. E como tal, deve ser separado da vida pessoal.
Assim mesmo, não é legal, para qualquer torcedor, de norte a sul do país, ver um time grande, como o Corinthians ser rebaixado, como flauta é muito bom, diga-se de passagem, com uma torcida apaixonada, apesar dos problemas, não merecem tanto sofrimento. Como a sacanagem de 2005 foi contra o Inter, eu não tenho ânsias vingativas de ver o timão na segunda, mas ai podemos ver outros jogos mais interessantes na globo em 2008. Corinthians só na Rede tv. Não sei qual é o critério que se utilizam para ver qual jogo vão transmitir no canal aberto, mas o Grêmio é o que mais vende em sinal fechado, não sei se isso é comercial, ou provocação.
Boa sorte para todos nós.
J B Ziegler
Enviado por J B Ziegler em 30/11/2007
Código do texto: T758929
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Ziegler
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
217 textos (42345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 11:50)
J B Ziegler