Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

..........." O resultado da minha vida......"


    Ontem peguei meus exames..., entrei no carro, liguei o rádio, e vi
uma menina linda passando no estacionamento, linda...cabelos,coxas,
bunda, seios, toda perfeita..., talvez uns 22 anos...que delcia...hummm
    Voltei á olhar meus exames..., numa dúvida cruel entre saber o tal
resultado, ou não...., pensei em jogar fora os exames...que se dane.....
não pensar naquilo, mas..., segui o destino de falar com o Doutor..., e
saber dele a notícia tão comum..., tão banal, tão simples, tão tão.......
e assim foi, ele abriu os exames, olhou para mim..., para os resultados,
pensou..., fez cara de nem sei o quê..., enquanto ele olhava, eu me
distraía olhando pela janela, um pé de Ipê amarelo, lindo...,cheio de
pássaros, saltitantes, alegres...., curtindo sua existência de cantar e
voar..., olhei para  a mesa do Doutor, tudo arrumadinho, limpo, uma
foto de uma mulher e uma criança, não quiz me arriscar e perguntar se
era a esposa e filha..., " O silêncio é um amigo que nunca trai..", e
ele pigarreou, limpou  a garganta e disse: " Pois é meu amigo.., acho
que vamos ter um pouco de trabalho com você..., acho que você
exagerou no cigarro...", eu perguntei o que ele quería dizer..., ele me
fez cara de quem é sério  e eu precisava ser forte..., me apegar em
Deus...., eu de cara, já falei pra ele parar com isso, com esse papo
de pré-túmulo e conversão..., e EU JÁ SEI BEM PRA ONDE EU VOU...
     Ele me aconselhou á parar de fumar, mas entre sua frase e eu,um
cigarro já estava em minhas mãos e acendi ali mesmo..., no sagrado
consultório dele...., coisa que causou irônia e furor no doutor..., ele
disse : " Isso...faça isso....muito bonito.., mas aqui não..páre agora"
por respeito a sala dele, apaguei o cigarro e joguei pela janela.., já
puto com aquela situação....
     Tumor...., 3 cm...., numa posição complicada no pulmão..., e daí..
e que eu tenho á ver com isso..., sem dramas doutor..., todo mundo
vai..., não sou o primeiro..., nem vou virar Crente agora , para SALVAR
minha alma...., pois, se caso existir ALMA, a minha já tem endereço
certo....
     Depois , ele fez algumas recomendações, marcou novas etapas
no tratamento..., e ficou mais triste que eu..., na hora de sair, ele
me pegou pelo braço e olhou fundo nos meus olhos ( ele já conhecia
minha trajetória, á anos foi meu médico), percebi uma tristeza muito
grande ..., achei que ele havia ficado mais chocado, do que eu mesmo
e sua vóz.., relutou  em sair ..., os olhos dele se encheram  de água,
eu sorri, e disse : " Que é isso doutor..", ele conseguiu falar á duras
penas apenas uma frase : " UM  HOMEM COMO VOCÊ NÃO DEVERIA
PASSAR POR ISSO..., NÃO COM VOCÊ...", e se esquivou e disse adeus
eu saí da sala, ele fechou a porta e ficou quieto alí..., sem chamar
outro paciênte, pensei em voltar e consolar a trsiteza dele um pouco,
mas achei que não devería..., era para ser o contrário rsrsrsrr
     No carro..., as curvas da menina linda, a arvore com pássaros, o
meu cd da Ana..., paguei  o estacionamento do hospital e saí..., com
minhas mãos no volante.., trocando as marchas e acelerando lento, e
leve....., na verdade, não pensei muito nisso, apenas por um minuto,
me deu um certo desespero..., uma vontade de gritar que eu não iria
morrer, que eu não podería..., mas rápido, parei com isso.., sou forte,
se eu não tiver o controle, quem terá...
    Fui falar com apenas algumas pessoas, restritas..., como um amigo
advogado, para tratar de alguns papeis, meu corretor de seguros, e
uma irmã..., falei com minha secretária.., e só.....
   Nem fui buscar o carro novo..., mas depois me deu um tesão enorme
de dirigir aquele carro lindo..., sei que não terei muito tempo, o tumor
é agressivo..., desafiador..., ele quer competir comigo..., talvez ele
saiba que, como Rock , o lutador..., todos tem suas  fraquezas.., mas
eu sou " brigador de rua", e como um piloto bom, " vendo caro a tal
ultrapassagem...", e por isso, " ele" veio forte, e agressivo.., pois "ele"
sabe que comigo , o PAU é pra valer....
    Nada de dramas..., de chorar..., saudades..só terei por pouco
tempo, depois não verei mais nada..., as outras pessoas irão chorar
por algumas horas, talvez, alguns dias...depois, TUDO volta ao normal
    Talvez, minha MÃE..., a única que irá realmente sentir..., os outros
terão saudades determinadas, uns porque eu era demais..rsrsrs, e
veja : A Giovanna, porque eu era um namorado-pai
         o Joni, porque eu alem de colega de trabalho, era AMIGO real
         o Marcelo.., porque me encara como um idolo...
         Dr. Frank, me acha a " criatura mais fascinante que ele ja viu"
         o Bispo, da minha cidade, sentirá falta dos debates elevados
  que sempre travamos, deixando as idéias brigarem, as pessoas , não
        A familia....rsrsrsrsrs
        A Elisa...., ela ainda é criança, nem lembrará por muito tempo
        E assim os outros....,não quero nada de especial, quero sair
  de cena, anõnimo, discreto....apenas como um foguete em silêncio.
        E chega de falar nessa porra..., cada papo triste e sem graça.
melhor é pensar nas curvas da menina do cartório..., que bunda..., eu
ali me fartaría por dias...., que delicia...hummmm, e o carro..., nossa,
um tesão...., e assim vai....
       Estou com vontade de comer lagosta, de tomar vinho com a
Letícia, na pracinha em frente ao mar, e contar muitos navios, até
brincar de quem conta mais..., sem roubar na contagem.rsrsrsrs
      Eu quero que tudo se foda...., céu..inferno..., o capeta..., filho
da puta..., o pior é que : " Demônios existem mesmo"..., são capazes
até de enganar..., mas existem..
     Dá licença, tenho que atender o telefone....rssr, ai que vontade
de fumar....rsrsr, aliás, tenho vontade de tanta coisa....
     Cheguei......



   *  T.
trindade
Enviado por trindade em 30/11/2007
Código do texto: T758930
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
trindade
Blumenau - Santa Catarina - Brasil, 39 anos
386 textos (27308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 23:08)
trindade

Site do Escritor