Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MUDANÇAS QUE NOS TRANSFORMAM EM BELAS

MUDANÇAS QUE NOS TRANSFORMAM EM BELAS
Marília L Paixão

Muitas coisas mudam devagar. O céu às vezes muda para a terra e a terra para um dia muito longe. Pessoas também mudam. Bom é quando as professoras mudam para escritoras. Bom é quando a fantasia bonita muda para um pedaço da realidade da gente.
Agora vamos falar das mudanças negativas. Tipo crianças quando são esquecidas e depois se tornam uma delinqüência perdida. Não. Melhor mudar o assunto de novo, melhor falar do linguajar do povo? Poderia ser... Não. Acho que o melhor assunto mesmo seria eu falar de mim. Mas que bobagem! Todo mundo fala dele mesmo o tempo todo. Acho que vou falar dos outros. A mudança dos outros. Para nestes outros eu não me excluir totalmente, não vou falar em mudança de status, em mudança de um rosto após uma cirurgia e muito menos em casa nova. Na mega-sena não acertei ainda dia nenhum e ainda estou juntando para um carro, mas acho que vou preferir o meu livro. Breve estarei fazendo propaganda dele, mas vou mudar de assunto, pois não precisa ser agora. Quando ele estiver pronto vocês vão gostar de saber e cada um comprando um já vai ajudar bastante.
Já sei! Vou falar de uma mudança que todos nós vamos fazer: De ano e de anos. O ano passa para todos e todo mundo faz aniversário, não é mesmo?  Pronto! Falei! Será que tem gente que fica irritado com o meu humor?
Outro dia disseram que eu não falo nada com nada. Quem sabe aconteceu em um dia em que eu estava muito cansada? Deve ser uma questão de quem me ouve. Se a pessoa ouvir bem, eu até que falo mais ou menos. Mas o que eu decidi mudar daqui para frente é justamente escrever mais e falar menos. Será uma grande mudança. Será como voltar à infância. Acho que eu falava pouco. Na adolescência eu chorava mais que falava. Portanto, se agora não falo coisa com coisa devo estar em período de novas mudanças.
Das coisas que fazem parte dos ensinamentos do mundo, lembro bem quando minha mãe me disse pela primeira vez que as portas do mundo eram grandes. Eram sim. Mas só fui entender isso bem quando ela me pos para fora de casa. Ela só se esqueceu de me dizer sobre as portas que a gente não quer entrar. Com o passar do tempo, descobri que ela não tinha esquecido. Passei a entender que tudo que minha mãe me ensinava não era o que ela sabia, mas o que ela vivia. E graças a Deus minha mãe nunca precisou passar por aquelas portas que eu não queria.
Se tem algo que não tem como mudar é a forma do mundo nos ensinar as coisas. Na medida que ele vai ensinando, aprendemos que ele tem uma forma dura e sincera de nos transformar em belas.

Marília L Paixão
Enviado por Marília L Paixão em 30/11/2007
Código do texto: T759014

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marília L Paixão
Pouso Alegre - Minas Gerais - Brasil
1072 textos (136791 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 16:56)
Marília L Paixão