Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REVELAÇÃO E SEUS MEDOS

– para Joaquim Moncks

Aos olhos de Deus nada escapa. Verdade insofismável.
Como é verdade que aos olhos humanos geralmente escapa o essencial.
Quantas vezes, em insana vaidade, julgamos conhecer os semelhantes
e até ser capazes de estabelecer critérios de julgamento a seu respeito. Ledo engano.
Só mesmo o olhar Divino pode perceber o quanto de secreto escondemos, quantos são os mistérios que não nos atrevemos a revelar, quantas facetas de nossa personalidade passam despercebidas aos olhos humanos, até mesmo aos nossos afetos, por pudor ou justamente por receio de seu julgamento.
Quantos sentimentos permanecem por uma vida inteira ocultos, trancados a sete chaves, por sabermos serem incompreensíveis ou inadequados.
Quantas palavras e gestos de carinho são sufocados, quando a boca cala e as mãos se retraem, no receio de sermos mal interpretados ou nos mostrarmos demasiado piegas.
Quantos sonhos, ao primeiro sinal de vida, são abortados, porque os sabemos impossíveis.
O quanto de riqueza e sensibilidade carregamos em nosso interior sem que
ninguém sequer imagine, e não sendo capazes de exteriorizá-las, nos sufocam, nos detém e os aprisionam num labirinto de frustrações e angústias.
Nosso interior é território inexplorado, cheio de tesouros esperando serem descobertos.
E seguimos pela vida mostrando a todos apenas o exterior, a "persona", deixando que nos julguem por pura incapacidade ou covardia, perdendo tantas bênçãos e oportunidades, esperando que um dia, por milagre, alguém divise o invisível, imagine o inimaginável, mergulhe em nossa alma e a desnude ante seus olhos.
Tens razão, poeta, quando dizes em teu texto "REVELAÇÃO", que aos
olhos de Deus nada escapa, mas perdoa , às vezes nem nossos afetos têm esse dom.
Ele, em sua infinita sabedoria, fez assim, talvez para nosso bem.
De outra forma, quem sabe quanto maior seria o sofrimento!
Ligia Lacerda
Enviado por Ligia Lacerda em 04/12/2007
Reeditado em 11/07/2009
Código do texto: T764809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ligia Lacerda
Tramandaí - Rio Grande do Sul - Brasil, 76 anos
71 textos (2399 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 16:15)
Ligia Lacerda