Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORROR NO ENSINO PUBLICO - Brasil Desmoralizado

HORROR NO ENSINO PUBLICO - Brasil
Desmoralizado
Por José Torquato de Barros Filho

Porque estamos tal mal, o País pior avaliado no mundo?
Leitura, redação, matemática, os nossos filhos estão no fim da fila e de quem é a culpa?
1-Do Sistema de Gestão
2-Da falta de Capacitação dos professores
3-Do Sistema de eleição para Diretores
4-Do Salário dos profissionais de Educação
5-Da falta de seriedade e do investimento pífio e mal aplicado do Governo em Educação.
Não me diga que ta tudo em ordem, que "nunca neste País se aplicou tanto em Educação" e que "nunca se pagou tão bem aos professores" e outras maluquices mais. Mesmo em governos ditadores e inflacionários e educação era tratada com muito mais respeito que hoje, vamos analisar por item?
O Sistema de gestão é uma roda viciosa, coloco o item 1 junto ao item 3, ali começa tudo, com as eleições "Democráticas" quem tem menos valor é o voto dos Pais e responsáveis, o ou a Candidato (a) promete aos professores e funcionários que estarão de seu lado e isto quer dizer, = podes faltar, podes fazer isto e aquilo que eu olho pro outro lado - Já que no ensino fundamental poucos alunos votam, só o segmento Pais é minoria, Os pais que deveriam ser os mais participantes da educação de seus filhos, não se pode prometer aos pais em troca de votos nada que não seja a melhoria na administração da Escola, e o mesmo não sucede com funcionários e professores.
Indo ao item 2, vemos verdadeira barbaridade na falta de condições e desorientação dos professores e diretores de escolas públicas, falta uma capacitação séria, seguida de testes semestrais para avaliar as condições destes professores, saber é uma coisa, saber passar este saber é outra completamente diferente. aí entra o item 04, a maioria dos profissionais realmente bons estão no setor Particular de ensino, por mais que isto seja uma calamidade para o País, o maior contingente de alunos e de brasileiros não tem acesso a estes professores porque o salário pago pelo Governo Brasileiro é simplesmente ridículo para qualquer padrão salarial de educação no mundo. Então, os bons migram para escolas particulares
 e migram por melhores salários e horas úteis para ensinar e preparar aulas sem o stress de ter de correr 15 horas por dia pulando de escola em escola a fim de completar o salário. Alarga-se o fosso entre Escolas Particulares (que não são tão confiáveis desde há muito, nosso lema na década de 60 e 70 era quer estudar vá para escola pública, quer só passar? vá para particular) e as Escolas públicas principalmente nos segmentos infantil, fundamental e médio, onde está a formação da personalidade do brasileiro.
Deve-se ao professor tudo que somos hoje em dia. Reparas no que és e verás que professores tivestes.
Por Último, não se pode esperar seriedade de um Governo que prima por romancear o analfabetismo e a ignorância, propala em discursos nas regiões paupérrimas e nos países em que visitam, faz o mundo ver que no Brasil mesmo mais de meio século depois, Wilson Churchill continua com a razão, o Brasil não é um País sério, NÃO É UM PAÍS SÉRIO AQUELE QUE NÃO LEVA A EDUCAÇÃO A SÉRIO. este é um complemento meu à frase do grande estadista Inglês. Se pregasse 80% do Orçamento do País em Educação (E se chegasse 40% como é comum neste país de corruptos) ainda seria pouco. Um Pai pobre, deixa de comer se o filho necessitar de um caderno. E Estes Brasileiros Sr. Presidente SÃO NOSSOS FILHOS.

Torquato
Enviado por Torquato em 05/12/2007
Código do texto: T765746
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Torquato
Maceió - Alagoas - Brasil, 66 anos
719 textos (22386 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 20:34)
Torquato