Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS VERDADEIROS HOMENS


Quais homens poderão ser classificados como "Verdadeiros Homens", ou então os chamados Homens, com Agá Maiúsculo?
Osculos e amplexos,
Marcial
OS VERDADEIROS HOMENS
Marcial Salaverry

Aqui cabe uma análise interessante. Na verdade, mas naquela verdade verdadeira, quem poderá ser chamado de “homem verdadeiro”?
Existem diversos pontos de vista diferentes, mas todos, ou quase todos, convergem para um mesmo e básico ponto de vista, ou seja, o homem verdadeiro é aquele que sabe ser Macho...
Alguns interpretam como sinal de macheza o cara forte, musculoso, capaz de entortar uma barra de ferro, outros já acham que é aquele que é bom de briga, que sabe todas as lutas marciais, e que inclusive conhece boxe. Já existe quem interprete como homem verdadeiro, aquele que “come todas”, aquele que jamais será corneado ( e, se for, jamais o admitirá...), ou então aquele que jamais “falhará” na hora “H” (quem em sã consciência poderá admitir que nunca “falhou”?).
Isto tudo poderá ser sinal de macheza, de força ou potência físicas. Para muitos, indica quem é o “homem verdadeiro”, mas também pode indicar quem é o “grande mentiroso”.
Contudo, no meu entendimento, não é por aí que se pode provar quem ou o que é o “homem verdadeiro”.  A verdadeira indicação está em seu caráter, e não em seu físico.
Podemos considerar como um homem verdadeiro, aquele que além, de conhecer seus pontos fortes, também conhece os fracos, e os admite. Pode ser aquele que tem assistido a ascensão feminina no campo de trabalho, nas atividades sócio econômicas e mesmo na política, achando isso mais do que justo.
Que acha normal as mulheres estarem atualmente desempenhando, seja no campo profissional, esportivo ou artístico, atividades antes restritas aos homens.  E que não reclama disso.  Pelo contrário, tem até muito prazer em compartilhar tudo com elas.  Que quer te-las caminhando a seu lado, e sempre atuantes, e nunca atrás, submissas, como há bem pouco tempo acontecia.
Muito mais do que antes as mulheres agora são amadas, não porque “cumprem suas obrigações de esposa”, estando sempre prontas para o sexo, quando seu homem estalava os dedos, fazendo sexo por “obrigação”, mas sim porque compartilham o ato sexual.  Não porque são excelentes cozinheiras e donas de casa, mas porque além disso, ainda colaboram para o sustento da casa, e compartilham de todas as responsabilidades do lar.
Esse homem de verdade, compartilha tudo com a mulher de sua vida, ou com quem nela passar. Se for o caso vai para a cozinha ajudar, colabora nas tarefas domésticas. Afinal, ela não está colaborando também para o sustento da casa? Nada mais justo que tenha alguma ajuda em suas antigas funções. Tudo compartilhado, tudo dividido...
Na verdade, o “homem verdadeiro” gosta e muito da mulher (e de mulher...). Como companheira para tudo, e não apenas para cama, mesa e banho.  Sabe, inclusive, ser gentil e carinhoso.  Não podemos esquecer de que, recebendo carinhos e a devida atenção, elas sempre saberão retribuir adequadamente.
Mesmo se não viver junto, saberá sempre aceitar suas opiniões, saberá entender que existem certos problemas unicamente femininos, como menstruação, TPM, gravidez, enxaquecas, e que nem sempre elas estão dispostas para o sexo. Mas que saberá também fazer com que ela entenda que existem certos problemas nitidamente masculinos (que poucos admitem, por machismo), tais como uma fadiga natural que possa tirar uma eventual vontade “daquilo”, que eventualmente também poderá ter sua “enxaqueca”, que saberá conviver com seu possível problema prostático, e saberá conversar disso naturalmente.
Enfim, o que se pode considerar como “homem verdadeiro”, é aquele que sabe conviver com os defeitos e virtudes femininos, e sabe expor seus defeitos e virtudes, aceitando como coisas naturais, tanto um como outro. Que sabe, principalmente, que a única diferença básica que existe entre homens e mulheres, é aquela que sempre vale a pena ser conferida.
Esperando que esta minha opinião sobre “homens verdadeiros” seja bem aceito por todos, homens e mulheres, desejo a todos, mesmo para os que estejam em desacordo, UM LINDO DIA.
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 29/11/2005
Código do texto: T78132
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19863 textos (1963195 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:50)
Marcial Salaverry