Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fazenda Morro vermelho








Volto às minhas lembranças da minha querida Jaú, para lembrar uma época muito gostosa que tive por volta dos meus doze anos de idade. Na época papai já estava no auge da sua carreira como professor de biologia, muito conhecido na cidade. Era época de dificuldades e imagino o que papai não passava para ser a testa daquela família numerosa que éramos (seis filhos não é pra qualquer um dar conta). Sobreviver com o salário de professor, mesmo trabalhando nos três períodos não era e nunca foi uma tarefa fácil, mesmo com a ajuda de mamãe, sempre economizando em tudo que podia.
Não era incomum que papai aproveitasse as férias escolares para dar aulas particulares e assim fazer um dinheirinho extra. Numa destas vezes eu aproveitei a valer na Fazenda Morro Vermelho. Acontece que duas das filhas do empresário Sebastião Camargo precisaram de aulas particulares de biologia e o papai foi convidado a atendê-las no período de férias escolares. Ficou acertado das aulas serem dadas na fazenda Morro Vermelho, muito próxima da cidade, saindo-se pelo bairro Potunduva. Eu sempre acompanhava o papai nas suas missões quase diárias desta empreitada. Eu não tinha muito que fazer senão aguardar por horas até que as aulas fossem dadas.
A fazenda tinha muito bonita e a casa principal era muito luxuosa para os padrões da época. O bom de tudo isso é que Tudo que havia na casa era colocado à minha disposição, o que tornava a minha estada muito agradável. Na garagem da casa, podia encontrar bicicletas de vários tipos para passear por toda a área. Havia também uma ótima piscina que eu podia usar sozinho .Era tudo que eu mais gostava de fazer naquela época.Foi .Assim que eu passava tardes deliciosas, andando por todos os cantos da fazenda.Tenho a forte lembrança do cantar dos pássaros que havia na área e o frescor da relva que se encontrava em todos os caminhos por onde se passasse.
Todos os dias esta operação era interrompida para a hora do lanche, servido no meio da tarde pelas criadas da casa. Como eu aproveitava aqueles dias ensolarados passados na fazenda Morro Vermelho. Nunca mais fui visitar a fazenda e nem sei o quanto da visão que tive há quase quarenta anos se manteve, talvez muito pouco.
Momentos que ficaram marcados na galeria de minhas Grandes recordações,
Momentos inesquecíveis da minha vida.
Saudades de Jaú

Luiz Peixoto
28/11/2005

luiz peixoto
Enviado por luiz peixoto em 01/12/2005
Código do texto: T79595
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
luiz peixoto
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 63 anos
26 textos (2004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:46)
luiz peixoto