Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOTAR É OBRIGATÓRIO?

VOTAR É OBRIGATÓRIO?

Mário Osny Rosa

Completei 70 anos, e a lei diz que não sou obrigado a votar. Não sou mais obrigado a votar?
E, assim, não votarei mais! A lei me tornou solidário, nesse instante se deixar de votar não vou receber meu salário, pelo menos ela deveria ser mais clara e dizer que funcionário público mesmo após os 70 anos teria que votar, isso obrigatoriamente.
A lei diz que somos livres, para ir e vir sem sermos molestados, será mesmo uma verdade?
Mas outra lei fere a lei maior nos obrigando a votar tolhendo toda nossa liberdade.
Entretanto, paradoxalmente, gostaria de continuar votando!
Então, porque não votar?
Fui obrigado a votar durante mais de 52 anos! Nunca deixei de comparecer!
Em muitas eleições prestei serviços em mesas receptoras e, em outras vezes como fiscal da Justiça Eleitoral, e tanta outra eleição trabalhou em mesas de apuração.
Com essa idade só me resta uma coisa, só posso escrever e contradizer essa maldade que a lei continua fazendo com o idoso e nem o estatuto do idoso isso respeitou.
Quanta maldade existe na cabeça do legislador, do político que foi eleito para defender o povo, mas continua sendo o grande nefasto a massacrar o povo que o elegeu.
O cidadão com mais de 70 anos não deveriam pagar mais o imposto de renda, e sim usufruir desse valor para ter uma vida mais digna, nos seus últimos dias de vida ter uma reserva para que a família pudesse dar a ele um enterro digno de cidadão.
Pois, chegar a essa idade e além de votar ser vítima de uma sociedade masoquista em que o idoso é um peso para a mesma.
É um grande desrespeito aos idosos de grandes países e ainda mais tributar o salário que recebe para sobreviver sem dar-lhe uma contra partida do que está cobrando, mesmo quando ele já deixou a lides do trabalho e contribuiu para receber sua aposentadoria.
Nenhum cidadão é culpado pelo mau uso do dinheiro público pelos administradores desse dinheiro, deveria ter o poder de exigir a prestação de contas do mesmo e até a devolução dos valores quando desviado de suas finalidades.
Concluímos a todos os idosos a votarem e elegerem idosos e que este sejam os verdadeiros representantes não só dos idosos mais de toda a sociedade perante esses políticos oportunistas que esqueceram dos seus pais, que um dia foram jovens mais respeitavam as pessoas idosas, de sua época e com reverência cumprimentavam, tiravam o chapéu com respeito, se ali ele estava jovem e formoso o idoso foi a antepassado que lhe deu origem.
Esse é o meu protesto e ao mesmo tempo um pedido para que o voto seja considerado como um direito do cidadão brasileiro!
E que a liberdade de votar ou não votar seja um lema de todo cidadão, que pensa em dias melhores para o seu país.
Apenas um direito que, implicitamente, consta de um sistema democrático, justo e que tenha respeito a toda a sociedade.
A partir do momento em que essa discrepância for considerada, voltarei a votar com orgulho e abnegação, mesmo sem que tenha por obrigação praticar esse ato!
Que os candidatos do futuro saibam estimular com seus atos, os eleitores de nosso país a votarem maciçamente e deixem de usar esse escudo essa aberração que é a obrigatoriedade do voto!
Para que os eleitores escolham seus representantes com mais cuidado e votem em homens dignos de serem seus representantes.
Quando faltam 15 dias para a eleição.

Florianópolis, 18 de setembro de 2004
morja@intergate.com.br
Direitos Autorais
Biblioteca Nacional Registro Nº 360.581 L. 666 F. 241




Asor
Enviado por Asor em 07/12/2005
Reeditado em 11/01/2006
Código do texto: T82128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Asor
São José - Santa Catarina - Brasil
1677 textos (36865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 14:03)
Asor