CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

AMIZADE INFANTIL

Crônica para todos aqueles que tiveram um amigo de infância. Baseada na fala de uma pessoa especial.
É madrugada, estou sentado sobre minha cama, repleta de fotos de pessoas que gosto e faria loucuras por ela, são meus amigos.
Pego uma foto e vejo, é meu amigo, o número um, a primeira pessoa a ser chamada de amigo pelos meus lábios de criança. Serei seu amigo eternamente, mesmo que você não lembre mais de mim quando estiver com seus novos amigos, saiba que aprendi o valor de uma amizade no primeiro ano da escola contigo. Hoje, tanto tempo depois, te vejo de longe, mas sem coragem para falar, não sei se lembra mais de mim. Não tem problema eu sempre lembrarei de sua boca falando o meu nome. Mas se um dia, mesmo que seja o último, estarei pronto para te dizer “você plantou em mim a amizade verdadeira e morrerei com ela”.
Eu estou tão perto de você, passamos muito tempo distante, mas não o suficiente para apagá-lo de minha infantil e adulta memória, às vezes acho que você não aprendeu o valor de um amigo, mas ainda há tempo para aprender.
Cresceu muito, virou um homem de postura a altura, sempre tive orgulho de ser seu amigo, mesmo que tão tenha a mesma garantia sua. Quero te dizer que a amizade de um amigo não só é valida quando conversamos assuntos importantes para nós e bobo para o resto da humanidade, também não é só valida quando sinto um abraço de consolo, parabéns ou simplesmente para lhe presentear com um gesto de amigo, mas posso dizer que sempre será valido ser sempre teu amigo, pois aprendi a gostar.
Tenha certeza da sua proteção, sempre pedirei ao dono do poder, uma vida merecida para você e se for para ter mais amigos que sejam todos verdadeiros e eternos, assim como eu fui , sou e sempre serei.
Obrigado por um dia ter passado em minha vida.

Hênio Delfino
Enviado por Hênio Delfino em 17/01/2008
Reeditado em 24/06/2012
Código do texto: T821883

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Hênio Delfino
Planaltina - Distrito Federal - Brasil
178 textos (140430 leituras)
10 e-livros (1700 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/14 09:29)